JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Torcida do Corinthians vai ao treino para prestar apoio antes do clássico

Membros das principais organizadas do clube fizeram uma grande festa nesta terça-feira

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

11 de julho de 2017 | 17h02

Centenas de torcedores do Corinthians compareceram ao CT Joaquim Grava nesta terça-feira para prestar apoio aos jogadores antes do clássico com o Palmeiras, quarta-feira, no Allianz Parque. Segundo a Polícia Militar, cerca de 1.200 torcedores compareceram ao local e não foi registrado qualquer confusão. 

Com faixas, bandeiras, rojões, sinalizadores e gritos de apoio e provocações ao rival Palmeiras, os corintianos ficaram por mais de uma hora na frente do CT. Como acontece no estado de São Paulo deste abril de 2016, os torcedores do time visitante não podem ir ao estádio em clássicos envolvendo Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo.

Membros da Gaviões da Fiel, Coringão Chopp e Pavilhão Nove estiveram presentes e durante toda a manifestação cantaram músicas de incentivo e não fizeram qualquer crítica a algum jogador ou diretoria. As organizadas constantemente se manifestam contra o presidente Roberto de Andrade, mas o dirigente escapou das críticas nesta terça-feira. Ao final do treinamento, os jogadores corintianos foram próximos dos torcedores e aplaudiram, como força de agradecimento pela manifestação positiva. 

O Corinthians é o líder do Campeonato Brasileiro com 32 pontos, nove a mais que o Grêmio, segundo colocado. O time alvinegro vem ainda de uma sequência de 26 jogos de invencibilidade e o técnico Fábio Carille deve ter força máxima para a partida. Assim, a equipe alvinegra deve ir a campo com Cássio; Fagner, Pablo, Balbuena e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô. (atualizado às 17h33)

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
Corinthiansfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.