Frederico Haikal/Hoje em dia
Frederico Haikal/Hoje em dia

Torcida do Cruzeiro protesta na frente da Toca da Raposa II

Má fase do clube mineiro causa revolta nos torcedores, que hostilizam os jogadores

estadão.com.br com ESPN

24 de setembro de 2011 | 17h22

SÃO PAULO - Perto da zona de rebaixamento, o Cruzeiro é motivo de protestos dos seus torcedores. Membros da organizada do clube celeste se envolveram em confusão do lado de fora da Toca da Raposa II, neste sábado. Para conter os manifestantes, o clube contou com o apoio da Polícia Militar, que jogou bombas de efeito moral.

Os jogadores que chegavam para treinar foram hostilizados pela torcida, que não os poupou de ameaças. Apenas Fábio, Montillo e Wallyson ficaram isentos de críticas. Nesta sexta-feira, os muros do CT do Cruzeiro haviam sido pichados.

O clube ocupa a 15.ª colocação no Campeonato Brasileiro e está a quatro pontos da degola. Para começar a se recuperar, a equipe mineira precisa vencer a partida contra o Vasco, domingo, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.