Reprodução/site voltaadriano.com.br
Reprodução/site voltaadriano.com.br

Torcida do Flamengo se mobiliza pela volta de Adriano Imperador

Cerca de 45 mil flamenguistas já assinaram o pedido pelo retorno do atacante à Gávea

estadão.com.br

09 de fevereiro de 2012 | 17h03

RIO - Se Adriano não conseguir dar uma resposta convincente ao Corinthians, e não tiver seu contrato renovado, o jogador já tem um clube de portas abertas para sua contratação. Trata-se do Flamengo, de Joel Santana e da presidente Patrícia Amorim. Os torcedores do Rubro-negro querem o Imperador na Gávea. Uma legião de quase 45 mil torcedores promete recepcioná-lo da melhor maneira possível, ao estilo da apresentação de Ronaldinho Gaúcho. O número aumenta a cada minuto.

A torcida se mobilizou na internet para tentar organizar o pedido de contratação assinado por 1 milhão de seguidores do clube. Todos querem Adriano na Gávea novamente. Uma página no Facebook foi criada com o seguinte apelo: Volta, Adriano. A partir daí o negócio viroui febre. Nela, os flamenguistas explicam por que querem o retorno do Imperador.O site é http://www.voltaadriano.com.br/.

A torcida acredita que Patrícia Amorim vai se render ao pedido, e contratar o atacante. "Hoje, o indicador de assinaturas no site exibe o número de pessoas pedindo 'Volta, Adriano'. Vamos usar este número para impressionar a nossa presidente e sensibilizá-la a 'repatriar' o Imperador", diz o texto na página do Facebook.

O movimento pela volta de Adriano pegou na torcida do Flamengo. Com a chegada de Vagner Love, os torcedores brincam com a formação mais uma vez do "Império do Amor", uma brincadeira quando os dois atuaram juntos em 2009. A dupla logo viraria um trio com a participação de Ronaldinho Gaúcho.

Por enquanto, a contratação de Adriano pelo Fla não pasa de um desejo de sua torcida. O jogador ainda está nos planos de Tite, no Corinthians. Esta semana, o treinador resolveu concentrar o atleta para que ele possa perder peso e entrar definitivamente em forma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.