Miguel Schincariol/Estadão
Miguel Schincariol/Estadão

Torcida do Palmeiras entra em confronto com a PM antes do clássico

Palmeirenses tentam invadir espaço para a entrada de corintianos e são contidos com bombas de efeito moral e gás de pimenta

O Estado de S. Paulo

08 de fevereiro de 2015 | 16h05

Faltando apenas uma hora para o início do Dérbi no Allianz Parque, integrantes de torcidas organizadas do Palmeiras entraram em confronto com a Polícia Militar nos arredores do estádio. A confusão começou quando os palmeirenses invadiram o espaço destinado à entrada dos corintianos, na Rua Turiassú e também na Caraíbas.

Para dispersar a multidão que se formava, a PM usou bombas de efeito moral e gás de pimenta, que chegaram até a sala de imprensa da arena. Viaturas da Tropa de Choque foram acionadas para ajudar a controlar a situação e jogaram jatos de água no grupo de palmeirenses que continuavam a brigar entre si.

Torcedores cercaram um carro da Rádio Jovem Pan e o depredaram com socos e pontapés, segundo relato de um motorista, que estava dentro do veículo no momento do ataque. 

Os portões do Allianz Parque foram temporariamente fechados para evitar confusão no lado de dentro do estádio e, por conta disso, muitos torcedores comuns desistiram de entrar para assistir ao jogo.

De acordo com informações da Polícia Militar, dois policiais ficaram feridos durante o confronto.


CORINTIANOS BRIGAM DENTRO DO ESTÁDIO

Do lado de dentro do Allianz Parque, membros de organizadas do Corinthians brigaram entre si. Segundo as informações do SporTV, que estava transmitindo, o conflito foi motivado por uma discussão sobre qual das torcidas colocaria uma faixa no setor reservado para os corintianos. Os torcedores trocaram socos e foram contidos após intervenção da polícia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.