J. F. Diório/Estadão
J. F. Diório/Estadão

Torcida do Palmeiras espera com ansiedade o jogo contra Corinthians

Palmeirenses esperam que no próximo domingo, dia 8 de fevereiro, chegue ao fim um incômodo jejum de vitórias sobre o seu maior rival

Mateus Silva Alves, O Estado de S. Paulo

01 de fevereiro de 2015 | 07h00

Durante a fácil vitória do Palmeiras sobre o Osasco Audax, na abertura do Campeonato Paulista, parte da torcida palmeirense entoou um grito de guerra um tanto estranho à primeira vista: "É dia oito! É dia oito!". Basta dar uma olhada na tabela da competição estadual, no entanto, para descobrir do que se trata. No tal dia 8, que vem a ser o próximo domingo, o Palmeiras receberá no Allianz Parque o Corinthians. Será o primeiro clássico da história do novo estádio.

Além do caráter histórico da partida, a fase de euforia vivida pelos palmeirenses faz a ansiedade pelo clássico ir às alturas. As muitas contratações feitas pela diretoria alviverde no início da temporada deixou a torcida empolgada como há muito tempo não se via e o bom desempenho na estreia no Paulista só fez aumentar esse entusiasmo  mesmo que o bom senso indique que um triunfo sobre o time de Osasco não serve como parâmetro para um clube grande.

"Eu acho normal isso. O futebol se estabelece por esses confrontos, pela ansiedade que passa um clássico que está próximo", afirmou o técnico Oswaldo de Oliveira, que conhecerá o outro lado do clássico (ele teve duas passagens como treinador do Corinthians).

Oswaldo e seus jogadores, entretanto, alertam que é preciso pensar primeiro na Ponte Preta, adversário do Palmeiras na quinta-feira, também no novo estádio alviverde. "A Ponte tem um bom time, que pode fazer uma boa campanha como a do ano passado", disse o técnico, referindo-se ao vice-campeonato da Série B do Brasileiro obtido pela equipe de Campinas.

JEJUM

A torcida palmeirense espera que no próximo domingo chegue ao fim um incômodo jejum de vitórias sobre o maior rival. O último triunfo sobre o Corinthians ocorreu em agosto de 2011 (2 a 1), pelo Campeonato Brasileiro. De lá para cá, foram disputados oito clássicos, com quatro vitórias corintianas e quatro empates.

No clássico, o Palmeiras poderá ter em campo o atacante Dudu, jogador que não enfrentou o Osasco Audax por problemas burocráticos. Se for escalado por Oswaldo, ele será uma das grandes atrações do jogo, já que esteve muito próximo de ser contratado pelo Corinthians antes de fechar com o Palmeiras  ele chegou a dizer que gostaria de jogar pelo clube alvinegro quando estava sendo desejado também pelo São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.