Raphael Ramos/Estadão
Raphael Ramos/Estadão

Torcida do Palmeiras faz protesto e ameaças antes de jogo contra o Corinthians

Felipão foi o principal alvo da manifestação na porta da Academia de Futebol

Redação, O Estado de S.Paulo

03 de agosto de 2019 | 17h56

Torcedores do Palmeiras ligados à principal organizada do clube foram à porta da Academia de Futebol neste sábado protestar e exigir uma vitória contra o Corinthians, domingo, às 19h, em Itaquera, pela 13.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O principal alvo foi o técnico Luiz Felipe Scolari.

"Felipão, vai se f..., se não ganhar amanhã é você quem vai morrer", gritaram os torcedores. Uma das faixas questionava: "Felipão dono do Verdão?". Outras faixas traziam os dizeres "Clássico vale vida", "Diretoria omissa" e "Ninguém morreu... ainda".

Três viaturas da Polícia Militar acompanharam a manifestação na porta do centro de treinamento. Os torcedores soltaram fogos de artifício. Depois do protesto, a torcida ainda deixou duas faixas penduradas em frente à Academia de Futebol.

As referências à Felipão são porque depois da eliminação para o Internacional, na Copa do Brasil, o treinador minimizou a queda afirmando que "ninguém havia morrido". Na última terça-feira, o Palmeiras goleou o Godoy Cruz por 4 a 0 no Allianz Parque e avançou às quartas de final da Libertadores.

Carta divulgada pela torcida organizada ataca o trabalho de Felipão e o planejamento feito pela diretoria. "Entendemos que o futebol tem altos e baixos, que não iremos ganhar sempre, que derrotas fazem parte do contexto. A questão não é porque perdeu um jogo ou foi eliminado e sim como perdeu um jogo e como foi eliminado", diz trecho da nota.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.