Rafael Arbex/Estadão
Rafael Arbex/Estadão

Torcida do Palmeiras faz protesto e cobra título da Copa Libertadores

Manifestação na porta da Academia de Futebol exige reação do time após três derrotas consecutivas na temporada

O Estado de S. Paulo

15 de julho de 2017 | 15h10

A Mancha Alviverde, principal organizada do Palmeiras, realizou um protesto na tarde deste sábado contra os maus resultados recentes do time. Os cerca de cem manifestantes foram até o portão principal da Academia de Futebol para um ato pacífico em que cobraram mais vontade dos jogadores e destacaram que a conquista da Copa Libertadores é obrigação para o clube.

O ato foi organizado pelas redes sociais. Os torcedores caminharam ao centro de treinamento para aguardar o ônibus da delegação que trazia os jogadores de volta ao local após o treino pela manhã no Allianz Parque. Os jogadores foram recebidos com os cantos "Ah, que saudade quando o Palmeiras jogava com vontade" e  "Não é mole, não, muito dinheiro para pouca obrigação".

O objetivo da torcida era conversar com o diretor de futebol, Alexandre Mattos. O presidente do clube, Maurício Galiotte, porém, vetou a ideia. Mesmo assim os integrantes da organizada montaram na rua em frente ao CT uma bancada, painel e uma decoração para imitar o ambiente de uma sala de entrevistas coletivas. Um dos membros da torcida fez um pronunciamento em que cobrou comprometimento do elenco.

O Palmeiras enfrenta neste domingo o Vitória, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro, às 11h da manhã. A equipe do técnico Cuca tentará reagir depois de três derrotas consecutivas, duas delas pelo Nacional. A última foi na quarta, para o Corinthians, em resultado que deixou a equipe 16 pontos atrás do líder da competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.