Divulgação
Divulgação

Torcida do São Paulo faz protesto e pede volta de Lugano ao Morumbi

Organizadas também cobraram explicações de Carlos Miguel Aidar

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

28 Novembro 2015 | 16h12

Membros das duas maiores torcidas organizadas do São Paulo se uniram para fazer um protesto contra a diretoria e o elenco antes da partida contra o Figueirense, neste sábado, no Morumbi. Torcedores com as camisas da Torcida Independente e da Dragões da Real cantaram e estenderam faixas onde pediam explicações sobre a acusação de que o ex-presidente do clube, Carlos Miguel Aidar, teria desviado dinheiro do clube, dentre outras suspeitas.

Os gritos pediam que Ataíde Gil Guerreiro, diretor de futebol do clube, comprove que o ex-presidente desviou dinheiro do clube, divulgando o áudio onde Aidar admitiria o crime. Os torcedores também cobraram o elenco tricolor.

"Ah! Mas que saudade, quando o São Paulo jogava com vontade" e "Vergonha, vergonha, time sem vergonha", foram cantados repetidamente. Quando o ônibus com a delegação estava chegando ao Morumbi, os cânticos pediam respeito com a camisa do clube.

Os torcedores ainda pediram o retorno do zagueiro Diego Lugano com uma faixa onde ao mesmo tempo, ironizam os dirigentes. "Leco, Ataíde e Gustavo: O Lugano não rende comissão? Volta Lugano", era os dizeres de um cartaz. Os são-paulinos também gritaram o nome do zagueiro uruguaio que está no Cerro Porteño.

Os únicos homenageados foram Luis Fabiano e Rogério Ceni. O atacante teve seu nome referenciado e o capitão são-paulino ganhou uma faixa exclusiva: "Rogério Ceni, esses jogadores estão manchando sua história vitoriosa e campeã".

Mais conteúdo sobre:
futebol São Paulo FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.