Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Torcida faz bonita festa e garante a quebra de recorde no Brasileirão

Rodada tem melhor média de público com 28.513 pagantes por jogo

RAPHAEL RAMOS, O Estado de S. Paulo

03 Agosto 2015 | 07h00

Mais de 285 mil torcedores foram aos estádios na 16.ª rodada do Campeonato Brasileiro, encerrada neste domingo. A marca é inédita nesta edição do Nacional, com média de 28.513 torcedores por partida. Os destaques foram as torcidas de Flamengo e Palmeiras. Ambas quebraram o recorde de público de seus times na competição. No Allianz Parque, 38.794 torcedores compraram ingresso e acompanharam a vitória por 1 a 0 do Atlético-PR. Mas não foi só o número de torcedores nas arquibancadas que mereceu destaque.

Pela primeira vez desde a inauguração do seu novo estádio, em novembro do ano passado, a diretoria do Palmeiras alcançou a meta de vender todos os ingressos pela internet. Desde quinta-feira não havia mais entradas à venda.

O jogo foi às 11h, horário que tem atraído a melhor média de público do campeonato. Teve torcedor, no entanto, que sofreu para entrar no Allianz Parque e perdeu os primeiros minutos da partida por causa das filas que se formaram nas bilheterias da rua Palestra Itália, onde deveria ser efetuada a retirada dos ingressos.

No Maracanã, 61.421 pessoas assistiram ao empate por 2 a 2 entre Flamengo e Santos, estabelecendo novo recorde de público da torcida rubro-negra no estádio no Campeonato Brasileiro. Devido às permissões de gratuidade no Rio, o público pagante foi quase 10 mil pessoas a menos: 51.749.

Antes da partida, o Flamengo estava embalado por três vitórias nos últimos quatro jogos no Nacional. Por isso, a diretoria lançou durante a semana uma campanha nas redes sociais. “O desafio está lançado: Vamos quebrar o recorde de público do ano contra o Santos, no Maraca”, dizia o texto acompanhado da hashtag #EuVouAoMaracanã! A torcida aceitou o desafio, mas assim como o Palmeiras, o time acabou fracassando em campo.

Também contribuiu para alavancar a média de público da 16.ª rodada do Campeonato Brasileiro a estreia de Ronaldinho Gaúcho, sábado à noite, pelo Fluminense. Em clima de festa por causa do retorno do craque ao futebol brasileiro, o público no Maracanã na vitória do tricolor carioca por 1 a 0 sobre o Grêmio foi de 27.842 pagantes (33.288 presentes).

Outro jogo que chamou atenção foi o empate por 1 a 1 entre Coritiba e Goiás, domingo, às 11h, no Couto Pereira, quando 24.595 torcedores compraram ingresso. Foi o maior público no estádio em 2015. Os dois jogos antecipados para atender a um pedido da TV Globo e que abriram a rodada na quarta-feira também tiveram bom público. No Mineirão 47.606 torcedores pagaram ingressos para ver a vitória do Atlético-MG por 3 a 1 sobre o São Paulo. O curioso é que na véspera, o atacante Alexandre Pato havia desdenhado da força do torcida do Galo, dizendo que o Mineirão era “neutro”.

No Itaquerão, a Fiel também compareceu em peso. O público da vitória do Corinthians por 3 a 0 sobre o Vasco foi de 30.340 pagantes, mantendo a boa média da equipe em seu estádio.

MÉDIA DE PÚBLICO

1ª rodada: 12.138 pagantes

2ª rodada: 13.470 pagantes

3ª rodada: 13.293 pagantes

4ª rodada: 15.688 pagantes

5ª rodada: 14.317 pagantes

6ª rodada: 14.799 pagantes

7ª rodada: 13.767 pagantes

8ª rodada: 18.657 pagantes

9ª rodada: 18.703 pagantes

10ª rodada: 17.596 pagantes

11ª rodada: 10.369 pagantes

12ª rodada: 18.890 pagantes

13ª rodada: 21.090 pagantes

14ª rodada: 26.160 pagantes

15ª rodada: 15.254 pagantes

16ª rodada: 28.513 pagantes

Campeonato: 17.030 pagantes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.