André Lessa/AE
André Lessa/AE

Torcida faz festa no Pacaembu para receber Giovanni

Jogador do Mogi Mirim que teve passagem brilhante pelo Santos é aplaudido pelo público no estádio

Agencia Estado

15 de março de 2009 | 21h40

SÃO PAULO - Nenhum jogador do Santos foi tão aplaudido pela torcida quanto o camisa dez do Mogi Mirim. Andando pelo gramado do Pacaembu, o palco da mítica vitória por 5 a 2 sobre o Fluminense, em 1995, Giovanni Silva de Oliveira, o "Messias" dos seguidores do time do litoral, olhava para as arquibancadas e via diversas demonstrações de reverência a seu talento.

Veja também:

linkNeymar faz primeiro gol e Santos bate o Mogi por 3 a 0

tabela Campeonato Paulista - Tabela e resultados

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Torcedores que se autointitulam "Testemunhas de Giovanni", como Pablo Gorbon Lerner, de 46 anos, que estava no Pacaembu naquele 10 de dezembro de 1995 e levou neste domingo o filho Eduardo, de 19, para ver o ídolo. "Aquele jogo é inesquecível, indescritível", disse Lerner. "Eu tinha cinco anos na época, mas sei da importância do Giovanni para nós, santistas", emendou Eduardo.

Acima do portão principal do estádio via-se a faixa "10.12.95". Ao lado, outra dizia "Giovanni, ídolo eterno". A camisa dez era obviamente a mais popular e algumas carregavam o nome do "Messias" nas costas. "É o ídolo de uma geração que não viu o time ser campeão, mas percebeu nele a retomada da grandeza daquele Santos de antigamente", disse Anílton Luiz Perão, de 50 anos, que também estava presente naquela semifinal de Brasileirão contra o Flu. "Eu me arrepio só de lembrar. E olha que eu estava vendo pela tevê", completou Paulo Henrique Peres, de 39.

Os dois esperam que a diretoria organize um jogo de despedida para Giovanni. "Se fizeram para aquele careca que nunca fez nada pelo Santos e virou diretor do Corinthians, por que não fazer para o Giovanni?", indagou Anílton, referindo-se ao ex-zagueiro Antonio Carlos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.