Torcida faz pressão em São Januário e Roth indica mudanças no Vasco

Torcedores do Vasco foram até a sede de São Januário nesta segunda-feira para pressionar os jogadores por um rendimento melhor - a equipe ocupa a penúltima posição no Brasileiro, e vem fazendo jogos sofríveis. Guiñazu, Rodrigo e Andrezinho, atletas mais experientes do elenco, foram ouvidos por cerca de 50 membros de organizadas e garantiram que o time vai se recuperar na competição.

Estadão Conteúdo

13 de julho de 2015 | 18h17

O vice-presidente Luiz Moreira também participou do encontro realizado no ginásio poliesportivo do clube, uma vez que o presidente Eurico Miranda estava em Brasília, tratando da Medida Provisória 671, que discute o refinanciamento das dívidas dos clubes. No dia anterior, torcedores já haviam hostilizado a delegação vascaína durante o desembarque no Rio de Janeiro, após a derrota para o Grêmio, no sábado.

Depois da conversa, os líderes da equipe foram a campo treinar com os demais jogadores. É momento de esquecer o Brasileiro e se concentrar na Copa do Brasil. Na quarta-feira, o Vasco enfrenta o América-RN, em casa, às 21 horas, no jogo de ida da terceira fase.

O técnico Celso Roth conduziu um treino tático, no qual indicou que o Vasco terá uma postura mais ofensiva diante da equipe potiguar, com três atacantes. Herrera e Riascos vão atuar pelas pontas e Dagoberto mais enfiado na área - e apenas um meio-campo, provavelmente, Andrezinho, que foi poupado do treino, mas deve atuar.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVascoRothtreino

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.