Torcida faz site para unir interessados em ajudar Lusa na Justiça comum

Chamado de 'Todos Vamos à Luta', movimento não é vinculado com a diretoria da Lusa

O Estado de S. Paulo

28 de dezembro de 2013 | 16h30

SÃO PAULO - Se o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) vê o caso Héverton como encerrado, a torcida da Portuguesa promete brigar até o fim para ver sua equipe de volta à Série A do Campeonato Brasileiro. O movimento Todos Vamos à Luta foi criado de forma independente e visa reverter a sentença do Pleno, que nesta sexta-feira, rebaixou a Lusa para a Segunda Divisão.

Com mais de 2 mil assinaturas, o intuito dos criadores é angariar um grande número de ações na Justiça comum, inclusive, podendo também entrar com recurso no Tribunal da Fifa. O objetivo principal é manter a Portuguesa no lugar que conquistou por mérito, dentro das quatro linhas. A luta só vai acabar quando a Portuguesa obtiver o veredito da permanência na Série A, custe o que custar.

Descrito como "independente, democrático e pacífico", o movimento descreve os documentos necessários para entrar na Justiça e em paralelo, informa que o pagamento a um advogado vai ser facultativo.

Reprodução

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.