Juan Mabromata / AFP
Juan Mabromata / AFP

Torcida 'ignora' imbróglio e já garante maior público do Santos na Libertadores

Time da Baixada foi surpreendido por comunicado da Conmebol sobre problema na escalação de Carlos Sanchez

Leandro Silveira, Estadão Conteúdo

23 de agosto de 2018 | 09h18

O imbróglio jurídico envolvendo a escalação de Carlos Sánchez no jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores contra o Independiente parece não ter desanimado a torcida do Santos. Afinal, em um período de 24 horas, o clube vendeu quase 10 mil ingressos para o duelo de volta, já assegurando o seu maior público como mandante nesta edição do torneio.

Independiente e Santos empataram por 0 a 0 na noite da última terça-feira, em Avellaneda, mas a utilização de Sánchez pode provocar punição ao clube. O time argentino considera que o uruguaio não poderia ter atuado porque precisava cumprir suspensão relativa a uma expulsão durante a Copa Sul-Americana de 2015, quando defendia o River Plate.

A argumentação é refutada pelo Santos, alegando que o sistema online da Conmebol indicava que o atleta estava em condições legais para atuar. E o caso está sendo avaliado pela confederação continental, ainda que não exista uma determinação sobre quando será apresentado um veredicto.

Porém, uma decisão desfavorável ao Santos deverá provocar a aplicação do placar padrão para W.O.. Ou seja, 3 a 0 para o Independiente. Até agora, com o empate por 0 a 0 na Argentina, qualquer triunfo classificaria o Santos às quartas de final da Libertadores, cenário que mudará drasticamente em caso de punição - o time precisaria ganhar por diferença de quatro gols para avançar na competição.

Santos e Independiente se enfrentam novamente na próxima terça-feira, às 19h30, no Pacaembu, e o risco de punição parece não ter desanimado a torcida do clube. Parcial da venda de ingressos divulgada antes do confronto em Avellaneda apontava quase 11 mil entradas comercializadas. E essa quantidade já subiu para 20,5 mil no início da noite de quarta-feira, quando o imbróglio jurídico já era o principal assunto entre santistas.

Essa procura já torna o compromisso de terça o de maior público do Santos nesta Libertadores, superando o triunfo por 3 a 1 sobre o Nacional, do Uruguai, que atraiu 18.077 espectadores ao Pacaembu em 15 de março.

Além disso, já se tornou o terceiro maior público do clube na temporada, atrás de dois clássicos disputados no estádio municipal e que terminaram 1 a 1, contra o Corinthians, com 34.448 espectadores, e o Palmeiras, com 23.572 torcedores, por Campeonato Paulista e Brasileirão, respectivamente.

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.