Torcida Jovem prepara invasão alvinegra

Da sede da Torcida Jovem do Santos ( na Zona Leste de São Paulo), mais de 25 ônibus partirão para São José do Rio Preto, sábado, à meia-noite. E passar a noite em claro não será empecilho para os torcedores, que estão "desesperados" por uma vaguinha num dos ônibus, e otimistas com relação à conquista do bicampeonato brasileiro. "Viajamos o campeonato inteiro para incentivar o nosso time. O arroz e feijão a gente come todo dia. Não podemos perder a lasanha", disse Luciano Oliveira, vice-presidente da torcida organizada.Na sede, de acordo com Oliveira, triplicou a venda de camisas e suvenires do time que estão na lojinha. "Estamos tendo de repor tudo. Desde segunda-feira isso aqui está uma loucura. É gente ligando toda hora para saber dos ingressos, comprar camisas e bonés."A torcida promete muito barulho e festa bonita no Interior. Irá munida de duas enormes bandeiras, 15 mil bexigas amarelas, 100 latas de fumaça e 150 sinalizadores, que terão papéis picados, além da presença de 25 ritmistas.Casa cheia e chope - Sem contar os veículos da capital, estão previstos outros seis das subsedes de Jundiaí, ABC e Curitiba. E na sede, na Avenida Aricanduva, a diretoria da organizada promete telão para os torcedores que não puderem viajar. A uma rodada do fim do campeonato, o vice-presidente diz que "mesmo vacilando? o time vai ser campeão."Em Santos, já estão esgotadas as reservas de mesas na tradicional choperia Point 44, no Gonzaga. São 485 lugares. "Ontem (segunda-feira), antes do bar abrir, às 8h30, já tinha fila para reserva de mesas", conta Luiz Gazolli, sócio-proprietário da casa.No ambiente, há dois telões e mais cinco tevês de 29 polegadas. "Há sete anos que fazemos uma promoção. A cada gol do Santos, o cliente tem direito a uma rodada de chope", explica. "Mesmo quando o jogo é aqui na Vila (Belmiro) os torcedores acabam vindo para cá, porque no estádio não podem beber." A procura também já é grande no Chopp Santista, no Boqueirão.Telão - A Prefeitura de Santos ainda não definiu se haverá telão na Praça da Independência, no Gonzaga, centro da badalação de Santos. Na Vila Belmiro também não há nenhuma definição. De acordo com a Assessoria de Imprensa do clube, Marcelo Teixeira não quis deixar nada armado. É superstição do presidente, que já avisou que seguirá o mesmo ritual de 2002. Tudo será definido após às 18h." O clube já corre atrás de fretamentos de vôos e ônibus para diretoria. Os números só serão divulgados hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.