Torcida no Anhembi é marcada pela tranquilidade

Efetivo de 200 integrantes garantiu a segurança dos corintianos que acompanharam a final da Libertadores pelo telão

Gabriel Toueg, Estadão.com.br

04 de julho de 2012 | 23h40

SÃO PAULO - De acordo com o Capitão Andre, comandante da operação de segurança no Anhembi, não houve, até o início do segundo tempo do jogo entre Corinthians e Boca Juniors pela Taça Libertadores da América, ocorrências de violência ou problemas com a seguranca dentro.  O policiamento para garantir a integridade física dos torcedores que acompanham o confronto em vários telões é feito, segundo ele, por um efetivo de 200 pessoas, além de policiais distribuídos em 40 viaturas da PM e funcionários da CET no lado de fora do pavilhão, ao longo da Av. Olavo Fontoura. A previsão da produção do evento é, em caso da vitória do Corinthians, que a festa no Anhembi se estenda até 3 horas de quinta-feira. O comandante explicou que o policiamento será mantido no local até o final da festa.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa LibertadoresFutebol, Corinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.