Divulgação/ Gaviões da Fiel
Divulgação/ Gaviões da Fiel

Torcida organizada protesta em frente a CT do Corinthians e pede saída de Mancini

Desempenho insatisfatório e empate com o River Plate do Paraguai na estreia da Copa Sul-Americana geram críticas ao trabalho do treinador corintiano

Redação, O Estado de S.Paulo

24 de abril de 2021 | 17h56

A principal torcida organizada do Corinthians, a Gaviões da Fiel, fez um protesto, neste sábado, em frente ao CT Joaquim Grava, enquanto os jogadores se preparavam para o clássico com o Santos. O principal pedido dos torcedores é a saída do técnico Vagner Mancini. Faixas foram usadas para passar essa e outras mensagens à diretoria do clube.

Uma das faixas exibidas pelos manifestantes dizia "Mancini fora já". Outras, endereçadas ao presidente do clube, Duílio Monteiro Alves, afirmavam "Duílio, estamos de olho" e pediam que o mandatário consertasse os problemas ou deixasse o clube. Havia também manifestações contra os jogadores. "Salário grande, futebol pequeno", apresentava uma das faixas, enquanto as demais mostravam "Jogadores sem vontade" e "Clássico é guerra", fazendo referência ao duelo deste domingo.

Corintianos não estão satisfeitos com os resultados obtidos pelo Corinthians desde a chegada de Mancini ao clube, em outubro de 2020. O clube conseguiu fugir do rebaixamento e chegou a flertar com uma classificação à Libertadores da América, porém o time não conseguiu alcançar melhores posições na reta final do último Brasileirão e teve de se contentar com vaga na Copa Sul-Americana.

Na temporada 2021, o retrato poderia ser diferente. Pelo Campeonato Paulista Sicredi 2021, a equipe sofreu apenas uma derrota e acumula cinco vitórias e três empates, sendo líder do Grupo A, à frente de Inter de Limeira, Santo André e Botafogo de Ribeirão Preto. Na tabela geral do torneio, o Corinthians é o terceiro colocado, atrás de São Paulo e Red Bull Bragantino.

Tida como uma das principais missões do time do Parque São Jorge nesta temporada, a Copa Sul-Americana não deixou boa impressão para os torcedores em sua estreia. Os comandados de Vagner Mancini foram a Assunção enfrentar o River Plate do Paraguai. Não conseguiram marcar gols contra o lanterna do campeonato local e voltaram ao Brasil com um empate em 0 a 0. Em contrapartida, viram o principal rival do grupo, o uruguaio Peñarol, golear o Sport Huancayo, do Peru, por 5 a 1. Na próxima quinta-feira, o Corinthians recebe a equipe de Montevidéu na Neo Química Arena, às 19h15.

Antes disso, no entanto, os corintianos têm um clássico pela frente. O jogo contra o Santos acontece na Vila Belmiro, neste domingo, às 20h. Caso vença, o Corinthians pode chegar à vice-liderança na tabela geral do Paulistão, restando apenas dois jogos para o término da primeira fase.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansVagner Mancini

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.