Torcida palmeirense mostra sua revolta por meio de faixas

Protestos foram realizados não só em São Paulo como em várias cidades do Brasil

Glauco de Pierri, Estado de S. Paulo

19 de novembro de 2012 | 19h29

SÃO PAULO - Enquanto o presidente do Palmeiras, Arnaldo Tirone, passava o dia seguinte ao rebaixamento do time nas areias da praia do Leblon, no Rio, torcedores de várias partes do País estenderam faixas contra a diretoria do clube.

Revoltados com a situação política, os palmeirenses se organizaram pelas redes sociais e fizeram um protesto em várias cidades do Brasil. Faixas com os dizeres “Diretoria, o câncer do Palmeiras” foram colocadas em locais públicos de cidades como Cuiabá (Mato Grosso), Teresina (Piauí), Ponta Grossa (Paraná), São Luiz (Maranhão) e até em Brasília, em frente ao Congresso Nacional.

As imagens foram divulgadas pelos torcedores através do Twitter.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolpalmeirascampeonato brasileiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.