Torcida paranaense fora da decisão

A segunda partida da decisão da Copa Libertadores entre São Paulo e Atlético-PR, quinta-feira, na capital paulista, poderá ter apenas a torcida Tricolor no estádio. A diretoria do clube paranaense não oficializou, mas não deve aceitar a redução da carga de cinco mil para mil ingressos que o São Paulo ofereceu ao Rubro-Negro, sob a alegação da falta de segurança para os torcedores paranaenses.Ao contrário do regulamento do Campeonato Brasileiro, que designa 10% do total de ingressos para o time visitante, a Comenbol, que organiza a Libertadores, não faz referência alguma ao assunto. Para reduzir o problema, a diretoria deve instalar telões na área da Arena da Baixada para a torcida acompanhar. À margem disso, a torcida organizada Os Fanáticos está tentando comprar ingressos diretamente do São Paulo.Apesar dos problemas fora de campo, o time Rubro-Negro ganhou um novo ânimo para a disputa intercontinental após a vitória no último domingo contra o rival Coritiba, jogando com um atleta a menos no final da partida e com uma equipe reserva, pois os titulares foram poupados para o jogo de quinta-feira.O técnico Antônio Lopes elogiou o desempenho do grupo e disse que a vitória no clássico contagia o ambiente. "Ficou comprovado que esses jovens têm condições de vestir a camisa titular, jogamos com determinação, e agora vamos pensar na decisão", disse após a partida.O grupo titular se reapresentou nesta segunda-feira, e realizou um treino tático em dois períodos no CT do Caju. Nesta terça e quarta, Lopes deve fazer algumas experiências no meio de campo e é provável que o meia Fernandinho perca seu lugar para Evandro, da Seleção Sub-20 e autor do gol da vitória no clássico. Na partida de ida, em Porto Alegre, Evandro já havia substituído Fernandinho e foi muito elogiado pelo treinador.Além de Evandro, André Rocha mostrou bom futebol no clássico e pode ter alguma chance de entrar no decorrer da partida. Como é costume em outras situações, o treinador atleticano deve anunciar a equipe somente momentos antes da decisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.