Torcida rouba e incendeia prédio do próprio time na Argentina

Construção do Independiente foi alvo de depredação depois da derrota para o rival Racing

AE, Agência Estado

20 de agosto de 2012 | 17h34

Um prédio do Independiente em Buenos Aires foi alvo de um incêndio criminoso na madrugada desta segunda-feira, depois de uma derrota para o arquirrival Racing, por 2 a 0, em clássico realizado no domingo, válido pela terceira rodada do Torneio Apertura, que abre a temporada do futebol argentino. Além disso, computadores e um carro foram roubados do estádio de Avellaneda.

De acordo com o presidente clube alvirrubro, Javier Cantero, as ações estão diretamente ligadas à decisão da diretoria de barrar a entrada no seu estádio de torcedores organizados violentos, conhecidos como barrabravas.

"Os barras aproveitam uma derrota para destruir e roubar as instalações do clube. Sabíamos que iam tratar de nos prejudicar quando o humor dos torcedores estivesse pior. Assaltaram o nosso estádio e levaram computadores, um carro, e quiseram entrar na sala onde estão as informações para a proibição de torcedores", explicou Cantero.

O presidente do clube promete endurecer contra os barrabravas. "Se acreditam que isso nos vai fazer desistir da ideia e barrá-los, estão muito enganados. Vamos aumentar as proibições", avisou.

Durante a madrugada, pessoas ainda não identificadas colocaram fogo na fachada da sub-sede do Independiente em Buenos Aires. Um policial que tentou evitar o incêndio sofreu queimaduras nas duas mãos e teve que ser hospitalizado.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato Argentino

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.