Alex Silva/ Estadão Conteúdo
Alex Silva/ Estadão Conteúdo

Torcida xinga, mas Jô defende Sylvinho após derrota: 'Não é só culpa do treinador'

Técnico é alvo de fortes críticas de torcedores alvinegros após virada sofrida em clássico com o Santos pelo Paulistão

Marcos Antomil, especial para o Estadão

03 de fevereiro de 2022 | 00h10

Antes do apito final na derrota de virada do Corinthians para o Santos pelo Campeonato Paulista, a torcida corintiana já começou a entoar xingamentos dirigidos ao técnico Sylvinho. A nova decepção foi colocada integralmente nas costas do treinador. O atacante , que entrou no segundo tempo e fez o único gol da equipe no jogo, tratou de defender o comandante.

"A gente sabe que o trabalho está sendo feito. A pressão vai existir. É Corinthians. Torcida quer o resultado. Tomar virada em casa vai ter pressão. Não é só culpa do treinador, nós erramos, também. Vamos melhorar conforme os jogos. Seguir trabalhando e melhorando", iniciou o centroavante.

Desde o início de seu trabalho no Corinthians, Sylvinho é questionado pelos torcedores. A chegada de reforços de peso e a falta de um futebol que agrade aos olhos da torcida aumentou fortemente a pressão sobre o técnico. A principal torcida organizada do clube do Parque São Jorge já convocou, pelas redes sociais, um protesto contra Sylvinho para o próximo sábado, em frente ao CT Joaquim Grava.

Freque alvo de reclamações da torcida, Jô tem conhecimento da pressão e da necessidade de mostrar melhor rendimento nas próximas partidas do Paulistão. O centroavante falou também sobre a busca do Corinthians por um novo jogador para sua posição que possa assumir a titularidade.

"Eu tenho que fazer meu trabalho. Buscar o '9' faz parte do processo, o time pede isso. Não me incomodo. Sei do meu potencial", explicou o centroavante. O Corinthians ainda espera efetuar a contratação de um atacante de renome neste início de temporada. O próximo jogo da equipe alvinegra será no domingo, às 18h30, diante do Ituano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.