Massimo Pinca/AP
Massimo Pinca/AP

Torino bate a Juventus, encerra tabu de 20 anos e adia decisão do título

Darmian e Quagliarella fizeram os gols da vitória vinhotinto por 2 a 1

Estadão Conteúdo

26 de abril de 2015 | 12h17

O Torino mostrou neste domingo que clássico é mesmo um jogo diferente de todos os outros. Em meio a um dos melhores momentos da Juventus nos últimos tempos, a equipe grená encerrou um longo tabu e impediu que a rival conquistasse de forma antecipada o Campeonato Italiano com uma vitória histórica por 2 a 1, que levou à loucura os torcedores que lotaram o Estádio Olímpico de Turim.

O triunfo lavou a alma dos torcedores do Torino e encerrou um tabu que completou recentemente 20 anos. A última vitória da equipe diante da Juventus havia acontecido no dia 8 de abril de 1995. Na ocasião, nomes como Abedi Pelé e Pessotto eram os destaques do time grená. Do outro lado, a Juventus contava com jogadores como Peruzzi, Deschamps, Ravanelli, Alessandro Del Piero e Roberto Baggio.

Se vencesse neste domingo, aliás, a Juventus poderia ser campeã antecipada. A derrota, no entanto, pouco muda a situação da equipe, que segue tranquila na ponta da tabela, com 73 pontos, 14 a mais que a Lazio. Com isso, o time pode ser campeão na próxima rodada, na qual pega a Fiorentina na quarta. O Torino, por sua vez, chegou aos 47 pontos, na oitava colocação.

Pensando nas semifinais da Liga dos Campeões, a Juventus entrou sem alguns de seus principais jogadores, como Tevez e Chiellini, mas isso não impediu que a equipe abrisse o placar aos 34 minutos. Em falta próxima à área, Pirlo mostrou toda sua conhecida categoria, cobrou por cima da barreira e marcou. A bola ainda resvalou no travessão antes de entrar.

Talvez por conta da confortável situação no campeonato, a Juventus relaxou e permitiu a reação do Torino. Os donos da casa agradeceram e conseguiram o empate ainda no primeiro tempo. Aos 44 minutos, Darmian recebeu na entrada da área e, na hora de bater, pareceu se confundir com a bola, que subiu e caiu no centro da área. A zaga cochilou e o próprio Darmian estava esperto para aproveitar e tocar para a rede.

O gol fez o Torino voltar diferente para o segundo tempo. Mais atento, o time da casa não se acovardou diante do rival, foi para cima e virou aos 12 minutos. Darmian recebeu pela esquerda e rolou no meio para Quagliarella finalizar. A partir daí, o que se viu foi uma pressão intensa da Juventus, que chegou de todos os jeitos e só não empatou porque o goleiro Padelli, em dia inspirado, fez uma série de milagres.

OUTROS RESULTADOS

Se a Juventus não venceu, a Lazio ajudou o time de Turim ao ficar no empate por 1 a 1 com o Chievo, mesmo atuando em casa. O experiente Klose abriu o placar para os romanos nos acréscimos da primeira etapa, mas no segundo tempo o Chievo se aproveitou dos erros adversários e chegou à igualdade com Paloschi, aos 31.

Em outros jogos já encerrados neste domingo pelo Italiano, o lanterna Parma derrotou o Palermo por 1 a 0, o Verona derrotou o Sassuolo por 3 a 2, o Genoa passou pelo Cesena por 3 a 1 e a Atalanta ficou no empate por 2 a 2 diante do Empoli.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.