Torneio relembra tragédias na África

As quatro equipes africanas envolvidas em graves acidentes recentemente devem fazer torneio pela paz, no final do mês, na África do Sul. Asante Kotoko e Hearts of Oak, de Gana, além dos sul-africanos Orlando Pirates e Kaizer Chiefs têm proposta de se enfrentar em uma competição rápida, para mostrar que as tragédias estão superadas. Os incidentes em Accra provocaram 126 mortes, enquanto brigas de torcidas no Ellis Park, em Johannesburg deixaram 47 torcedores mortos. A proposta do quadrangular prevê rodada dupla, no dia 30, em Phokeng, a 200 quilômetros de Johannesburg. O jogo de abertura ficaria para Kaizer Chiefs e Hearts of Oak. Na sequência, se enfrentariam Orlando Pirates x Asante Kotoko. Os vencedores disputariam uma taça. Se a idéia obtiver sucesso, pode ser repetida em julho, em Gana. A tragédia de Gana, uma das piores da história, ocorreu quando a polícia interveio com bombas de gás lacrimogênio para dissipar tumulto entre torcedores, no jogo decisivo entre Asante e Hearts, no início de maio. Segundo informações iniciais, os portões do estádio teriam sido fechados, o que provocou pânico na multidão e terminou com 126 mortos e dezenas de feridos. As investigações ainda prosseguem. Uma semana antes, houve tumulto antes da partida entre Kaizer e Orlando, porque muitos torcedores ficaram fora do estádio. Muita gente morreu pisoteada, ao forçar os portões para ver o clássico mais popular da África do Sul. O governo exigiu que se apurassem os culpados.

Agencia Estado,

05 de junho de 2001 | 15h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.