Nic Bothma/EFE
Nic Bothma/EFE

Torres compara Espanha a potências como Brasil e Argentina

Líder do Grupo A da Copa das Confederações, espanhóis partem com favoritismo para a semifinal do torneio

EFE,

21 de junho de 2009 | 15h59

BLOEMFENTEIN - O atacante Fernando Torres exaltou o bom momento vivido pela seleção da Espanha e considera que a equipe já pode ser comparada a potências como Brasil e Argentina.

Veja também:

linkEspanha vence, mas África do Sul obtém classificação

Copa das Confederações 2009 - tabela Classificação

Copa das Confederações 2009 - lista Calendário

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"A seleção tem fome de títulos. Vamos ver até onde chegamos. Os adversários vão nos conhecendo, querem fazer marcações individuais e, por isso, fica mais difícil ganhar as partidas. Para eles, vencer da Espanha é como era antes bater Brasil ou Argentina", afirmou.

Após terminar na liderança o Grupo A da Copa das Confederações, com 100% de aproveitamento (três vitórias em três partidas), a equipe é a principal favorita para a conquista do título na África do Sul.

Além disso, após o triunfo por 2 a 0 sobre os anfitriões no sábado, o time espanhol igualou um recorde de invencibilidade de 35 partidas, que pertencia somente ao Brasil. Os brasileiros estabeleceram a marca entre dezembro de 1993 e janeiro de 1996.

"Atingimos nosso objetivo de vencer as três partidas da primeira fase. Passamos momentos difíceis contra o Iraque e antes de marcar o primeiro gol nos sul-africanos, mas a Espanha jogou bem. Soa como uma brincadeira sem graça, mas nos acostumamos a bater recordes", destacou o atacante David Villa.

Já o meia Xavi acredita que a humildade é um dos trunfos do sucesso do grupo espanhol. "É um privilégio conseguir esta sequência. Fazer história é um orgulho e uma honra para nós. Não sei se somos a melhor seleção do mundo. Procuramos ser humildes e trabalhar", assinalou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.