Torres exige outra vitória do Paysandu

As vitórias conseguidas nas duas últimas rodadas ? Coritiba e Fortaleza ? animaram o Paysandu, que nesta quarta-feira recebe, no Mangueirão, o Cruzeiro, às 21h50, em partida remarcada pelo STJD. O técnico Carlos Alberto Torres, que assumiu o comando da equipe no jogo contra os paranaenses, é considerado o grande responsável pela reação. Com 32 pontos, o time paraense pode deixar a zona de rebaixamento, caso Vasco e Figueirense não vençam seus adversários - Botafogo e Juventude, respectivamente. No jogo anulado, apitado por Edílson Pereira de Carvalho, no dia 16 de julho, o Cruzeiro havia vencido por 2 a 1. ?Tiramos o peso que estava sobre as costas dos jogadores. Vamos com tudo para cima do Cruzeiro. Jogaremos em casa e não podemos pensar em outro resultado que não seja a vitória. Disse aos meus atletas que, tirando os cinco primeiros colocados, todos os times que disputam o Brasileirão são iguais. Não podemos temer ninguém. Quando estiver com a bola nos pés tem de arriscar tudo. Quando perder a posse de bola, todo mundo volta para marcar. É simples?, ressaltou Carlos Alberto Torres. Para o goleiro Alexandre Fávaro, a vitória terá de vir de qualquer maneira. ?A partida contra o Cruzeiro será de vida ou morte para nós. Temos de vencer?, disse. O treinador terá todos os titulares à disposição.

Agencia Estado,

18 de outubro de 2005 | 17h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.