Torres não quer decisão na Argentina

O técnico do Flamengo, Carlos Alberto Torres, após tomar conhecimento sobre os novos conflitos na Argentina, voltou a dizer que a final da Copa Mercosul, prevista para ser disputada no dia 24, em Buenos Aires, deveria acontecer em outro país. Ele criticou a omissão do Ministro do Esporte e Turismo, Carlos Melles, que ainda não se manifestou em defesa dos clubes brasileiros. O treinador completou dizendo que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) deveria fazer "pressão para tirar o jogo" da Argentina. O Flamengo treinou nesta quinta-feira com bola pela primeira vez. O técnico rubro-negro escalou a provável equipe que disputará a final da Mercosul com: Júlio César; Maurinho, Fernando, Juan e Cássio; Leandro Ávila, Rocha, Jorginho e Carlinhos; Roma e Leandro Machado. Torres ainda deseja contar com o meia Petkovic.A situação do jogador deve ser resolvida nesta sexta-feira durante uma reunião entre o presidente do Flamengo, Edmundo Santos Silva, e o procurador do sérvio, Josias Cardoso. O superintendente de Futebol do clube, Walter Srour, viaja nesta sexta-feira para a Bahia onde tentará resolver as situações do volante Vampeta e do atacante Edílson.

Agencia Estado,

10 de janeiro de 2002 | 19h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.