Tottenham anuncia demissão do técnico Harry Redknapp

Cerca de dois meses depois de ser cogitado para comandar a seleção inglesa, Harry Redknapp está desempregado. Nesta quinta-feira, o Tottenham anunciou a demissão do técnico, quase quatro anos depois do início de sua trajetória no clube. Mesmo com a saída, o treinador fez questão de exaltar sua passagem na equipe.

AE, Agência Estado

14 de junho de 2012 | 09h17

"Eu só tenho que comemorar o tempo que fiquei no Tottenham e estou orgulhoso do que alcançamos neste período. Tive quatro anos fantásticos no clube, em alguns momentos foram de tirar o fôlego. Estou triste por estar saindo, mas quero agradecer os jogadores, os funcionários e os torcedores por seu incrível apoio", declarou.

Contratado em outubro de 2008, Redknapp teve uma trajetória de sucesso e fez com que o clube voltasse a brigar pelas primeiras colocações do Campeonato Inglês. Na última temporada, no entanto, o Tottenham esteve durante quase toda a competição entre os classificados para a Liga dos Campeões, mas acabou perdendo a vaga no final.

Até pelo bom trabalho do treinador, o presidente do clube, Daniel Levy, admitiu a dificuldade em tomar a decisão de demiti-lo. "Esta não é uma decisão que a diretoria e eu tomamos tranquilamente. Harry (Redknapp) chegou ao clube em um momento em que a experiência dele era exatamente o que precisávamos. Esta decisão não tira o mérito do excelente trabalho que ele fez neste período e gostaria de agradecê-lo pelas conquistas e pela contribuição. Ele será sempre bem-vindo", afirmou.

Após a demissão de Fabio Capello, em fevereiro, Redknapp passou a ser o nome preferido dos torcedores ingleses para assumir a seleção, mas Roy Hodgson acabou sendo o escolhido. O treinador tinha contrato com o Tottenham por mais uma temporada e o nome de David Moyes, do Everton, aparece como o mais forte para substitui-lo no clube.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolTottenhamHarry Redknapp

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.