Armando Babano/EFE
Armando Babano/EFE

Tottenham bate o Dortmund de novo e confirma ida às quartas da Liga dos Campeões

Ingleses eliminam alemães com vitória por 1 a 0, no estádio Signal Iduna Park

Redação, Estadão Conteúdo

05 de março de 2019 | 19h14

Seguro defensivamente e eficiente no ataque, o Tottenham foi superior ao Borussia Dortmund e voltou a vencer o rival alemão. Desta vez, o time inglês, que havia feito 3 a 0 no confronto de ida, derrotou o rival por 1 a 0 no estádio Signal Iduna Park, em Dortmund, na Alemanha, e confirmou vaga nas quartas de finais da Liga dos Campeões da Europa.

Os defensores deram conta do recado na missão de segurar o forte ataque do Borussia Dortmund e conseguiram segurar a pressão feita, sobretudo, no primeiro tempo, etapa em que os alemães finalizaram 11 vezes e chegaram a ter mais de 70% de posse de bola. Na frente, Harry Kane, sempre ele, fez na segunda etapa um belo gol que definiu a vitória. O centroavante inglês é o maior artilheiro da história do Tottenham em torneios continentais, com 24 gols.

O Tottenham virou, em pouco tempo, algoz do Borussia Dortmund. O time londrino venceu o quarto jogo seguido diante da equipe alemã, que, na temporada passada, caiu na fase de grupos no mesmo grupo que tinha o clube inglês.

Nas quartas de final, o Tottenham ainda não sabe quem será o seu adversário. Os duelos serão definidos pela Uefa em sorteio a ser realizado na próxima semana, depois da definição de todos os duelos das oitavas de final. Já o Borussia Dortmund se concentrará no Campeonato Alemão, no qual briga pelo título com o Bayern de Munique.

O JOGO

Diante de um cenário muito adverso, o Borussia Dortmund construiu um ambiente que poderia ser muito hostil ao Tottenham, com mosaico tradicional e muito barulho vindo das arquibancadas lotadas do estádio Signal Iduna Park. Em campo, o time alemão, contudo, não teve eficiência. Até teve maior volume de jogo, foi soberano na posse de bola, finalizou muitas vezes, cinco a gol, mas sem precisão.

Marco Reus e Mario Gotze lideraram as investidas do Borussia Dortmund, que não foram tão intensas a ponto de se tornarem uma pressão difícil de suportar. Muito equilibrado em campo, o Tottenham segurou esses ataques e passou ileso. O goleiro Hugo Lloris defendeu o chute de Reus que desviou e foi a melhor chance do Dortmund no primeiro tempo.

Na etapa final, como aconteceu na partida na Inglaterra, o Tottenham marcou após o intervalo e enterrou qualquer possibilidade de virada do rival da Alemanha. Kane foi às redes. Em posição legal, centroavante inglês recebeu em lançamento de Sissoko e, cara a cara com Burki, bateu bonito, no canto esquerdo, à meia altura para fazer o seu 14.º gol em 17 jogos na Liga dos Campeões.

O gol foi um baque para o Borussia Dortmund, que se chegou a incomodar no primeiro tempo, pouco fez nos últimos 45 minutos. Carecendo de um milagre para se classificar, o time alemão, entregue, não conseguiu assimilar o gol sofrido e tocou a bola sem objetividade e sem ser capaz de criar mais nenhum lance de perigo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.