Tottenham e Chelsea empatam e ficam longe dos líderes

Tottenham e Chelsea fizeram nesta quinta-feira um clássico equilibrado e emocionante até os últimos minutos, quando várias chances de gol para ambos os lados foram desperdiçadas, mas empataram por 1 a 1, no estádio White Hart Lane, em Londres, pela encerramento da 17.ª rodada do Campeonato Inglês, e ficaram mais distantes dos líderes da competição.

AE, Agência Estado

22 de dezembro de 2011 | 20h16

Na última quarta, o líder Manchester City e o vice Manchester United golearam e chegaram a 44 e 42 pontos, respectivamente. Com o empate no clássico londrino, o Tottenham manteve a terceira colocação, mas com 35 pontos, dois a mais que o Chelsea, que ocupa a quarta posição na tabela de classificação. O alento para o Tottenham é o fato de ter uma partida a menos que os rivais.

Em campo, o que se viu foi muita disposição e vontade das duas equipes de vencer o clássico. Tanto quer os gols da partida saíram ainda no primeiro tempo. Aos 8 minutos, o ala esquerdo Gareth Bale fez grande jogada e cruzou na área para a chegada do atacante Adebayor, que se antecipou ao goleiro Petr Cech para abrir o placar para o Tottenham.

Mesmo em desvantagem, o Chelsea jogava melhor que o rival e conseguiu fazer o gol de empate, aos 23 minutos. Em uma lance polêmico pela esquerda, o ala Ashley Cole dominou a bola com o braço, o árbitro Howard Webb não marcou nada e a bola foi cruzada para a área, onde encontrou o atacante Daniel Sturridge bem posicionado para mandá-la para as redes.

Com o empate, o clássico ficou mais morno até o intervalo, mas esquentou bastante na segunda etapa. Especialmente nos últimos cinco minutos, quando o Chelsea perdeu uma grande chance com o volante brasileiro Ramires e o Tottenham desperdiçou outras duas - uma com o zagueiro Gallas e uma com o volante Sandro, muito ovacionado pela torcida pela sua raça em campo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.