Paul Childs/Reuters
Paul Childs/Reuters

Tottenham é superado pelo West Ham e perde invencibilidade em seu novo estádio

Michail Antonio marca o gol do time visitante no triunfo pelo placar mínimo

Redação, Estadão Conteúdo

27 de abril de 2019 | 11h06

O Tottenham desperdiçou neste sábado uma chance preciosa de se consolidar na terceira posição do Campeonato Inglês e encaminhar um lugar na próxima edição da Liga dos Campeões ao perder o clássico londrino para o West Ham por 1 a 0. Foi o primeiro revés e o primeiro gol sofrido em seu novo estádio, inaugurado há menos de um mês.

Com o resultado, o Tottenham, terceiro colocado, com 70 pontos, ainda se mantém no grupo que garante vaga na Liga dos Campeões pois tem quatro pontos a mais que o Arsenal, o primeiro time fora do pelotão dos quatro melhores e está três à frente do Chelsea, o quarto. O West Ham se manteve na 11ª posição, com 46 pontos.

Uma vitória na próxima rodada, a penúltima, pode garantir a equipe do técnico Mauricio Pochettino na disputa da principal competição de clubes da Europa na próxima temporada. O time londrino, aliás, está no páreo neste ano e abre a semifinal contra o Ajax, da Holanda, na próxima terça-feira, em Londres. O jogo de volta, em solo holandês, será no dia 8 de maio.

Com algumas mudanças, na zaga e no ataque, mas sem poupar Dele Alli e Son, as principais estrelas do time, o Tottenham não repetiu as últimas atuações e teve dificuldade contra a forte marcação do West Ham. No primeiro tempo, possuiu mais posse de bola e criou mais oportunidades de gol, mas não foi efetivo. Lucas ficou responsável por dar velocidade ao ataque e o sul-coreano Son foi quem chegou mais perto de abrir o placar.

Na etapa final, o panorama foi parecido. A diferença é que os visitantes mostraram eficácia e aproveitaram uma das poucas chances que tiveram. O meia jamaicano naturalizado inglês Michail Antonio entrou para a história ao marcar o primeiro gol de um visitante na casa do Tottenham, que havia vencido os quatro jogos anteriores em seu estádio.

Ele balançou as redes aos 22 minutos, em conclusão bonita após passe de Arnautovic. No final, o ex-corinthiano Balbuena foi essencial para segurar a vitória do West Ham ao tirar em cima da linha uma finalização de Janssen.

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.