Andrej Isakovic/AFP
Andrej Isakovic/AFP

Tottenham vence de virada e avança; Lewandowski faz 4 em goleada do Bayern

José Mourinho estreia com resultado positivo no clube inglês e atacante polonês brilha contra o Estrela Vermelha

Redação, O Estado de S.Paulo

26 de novembro de 2019 | 19h40

O início de trabalho no Tottenham não poderia ser melhor para José Mourinho. Contratado na semana passada, o treinador português já comandou a equipe no final de semana em uma suada vitória pelo Campeonato Inglês - 3 a 2 no West Ham - e nesta terça-feira conseguiu um triunfo de virada sobre o Olympiacos por 4 a 2, depois de estar perdendo por 2 a 0, em seu estádio, em Londres. O resultado positivo classificou os ingleses com antecipação às oitavas de final.

Com 10 pontos, o Tottenham se garantiu na segunda colocação do Grupo B e não pode mais ser alcançado por Estrela Vermelha, em terceiro com três, e o próprio rival da Grécia, lanterna com um. A liderança já é do Bayern de Munique, que se manteve com 100% de aproveitamento em cinco rodadas (15 pontos) ao golear o time da Sérvia por 6 a 0, mesmo jogando em Belgrado.

Em Londres, o destaque foi o centroavante Harry Kane, considerado por Mourinho um dos melhores do mundo na atualidade, que marcou dois gols - o do empate, no início do segundo tempo, e o quarto. Antes do intervalo, o Olympiacos surpreendeu ao fazer 2 a 0 em menos de 20 minutos com El Arabi e Semedo. Mas o Tottenham conseguiu diminuir com Delle Ali em uma falha bisonha da zaga grega. Serge Aurier foi o responsável pelo gol da virada inglesa.

Outro dos melhores centroavantes na atualidade, o polonês Robert Lewandowski deu um show na goleada do Bayern de Munique. Ele conseguiu o feito de marcar quatro gols, o chamado "poker", em um intervalo de apenas 15 minutos - dos oito aos 23 da segunda etapa. Antes do intervalo, com o time alemão em vantagem por 1 a 0 (gol de Goretzka), desperdiçou uma cobrança de pênalti. Tolisso completou a fácil vitória alemã.

GRUPO C

Quem também se classificou com uma rodada de antecipação foi o Manchester City. Em casa, o time inglês tropeçou ao empatar contra o Shakhtar Donetsk por 1 a 1, mas fez o suficiente para garantir até mesmo a primeira colocação da chave com 11 pontos. O rival da Ucrânia está em segundo com seis, à frente do Dínamo Zagreb, da Croácia, que ficou com cinco em terceiro depois de perder da Atalanta, lanterna com quatro, por 2 a 0, na Itália.


O confronto entre City e Shakhtar é um dos mais repetidos na história recente da Liga dos Campeões. Pela terceira edição seguida os dois clubes são sorteados no mesmo grupo e a vantagem no retrospecto é amplo para os ingleses. Em seis jogos, esse foi o primeiro empate entre eles. Nos outros, quatro vitórias do time de Manchester e um do ucraniano.


Em campo, muito equilíbrio no primeiro tempo e nada de gols. Depois do intervalo, o City melhorou a sua parte ofensiva e conseguiu abrir o placar com o meia alemão Ilkay Guendogan, aos 11 minutos. Mas a única jogada de ataque do Shakhtar na partida deu certo e o empate veio com Manor Solomon, aos 24.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.