Daniel Leal-Oliva/AFP
Daniel Leal-Oliva/AFP

Tottenham inaugura estádio de R$ 5 bilhões com gramado retrátil e microcervejaria

Arena tem capacidade para 62 mil torcedores e também poderá receber jogos da NFL

Redação, O Estado de S.Paulo

03 de abril de 2019 | 11h59

O Tottenham inaugura nesta quarta-feira, contra o  Crystal Palace, o seu novo estádio, com capacidade para 62 mil torcedores. A expectativa do clube é que, com a arena, o clube tenha poder de fogo financeiro para competir com a elite do Campeonato Inglês e da Europa.

O Tottenham Hotspur Stadium, construído a um custo de 1 bilhão de libras esterlinas (cerca de R$ 5 bilhões), tem ambições além do futebol. Sob o gramado retrátil, por exemplo, há uma superfície artificial para os jogos da NFL (liga de futebol americano dos EUA). O estádio também possui uma arquibancada em nível único com capacidade para 17.500 torcedores, apelidado de "White Wall", numa tentativa de replicar a Muralha Amarela do Borussia Dortmund, na Alemanha. Para completar, cervejas artesanais são feitas em uma microcervejaria dentro do estádio. Será possível servir até 10 mil copos por minuto.

A arena foi construída em cima do terreno do antigo White Hart Lane, que foi a casa do Tottenham desde 1899. A inauguração estava prevista para setembro do ano passado, mas as obras atrasaram. Durante o período das obras, que começaram em maio de 2017, o Tottenham jogou em Wembley. O White Hart Lane tinha capacidade para 36 mil pessoas, o que limitava a capacidade do clube de competir financeiramente com os rivais londrinos Arsenal e Chelsea. Agora, o Tottenham passa a ter o segundo maior estádio do Campeonato Inglês, atrás somente do Old Trafford, do Manchester United, com 74.994.

O técnico do Tottenham, Maurício Pochettino, está impressionado com a nova casa do clube e espera que o estádio possa dar ao seu time o impulso na reta final da temporada. "O estádio é o melhor do mundo, podemos confirmar isso agora", disse ele. "Cada espaço é o melhor que já vi na minha vida, você não pode comparar isso com nada. É um projeto incrível, vai ser fantástico para o futuro do clube. Vai ser um enorme impulso para os nossos fãs e deve ser para os nossos jogadores também."

Cinco dos sete jogos restantes do Tottenham no Campeonato Inglês serão em casa. O time é o quarto colocado, atrás de Arsenal, Manchester City e Liverpool. O time também vai receber em seu estádio o Manchester City nas quartas de final da Liga dos Campeões.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.