Tom Havezi/EFE
Tom Havezi/EFE

Tottenham vence City e Manchester United fica perto do título inglês

A conquista do Manchester United pode ser garantida logo nesta segunda, quando a equipe vai enfrentar o Birmingham no Old Trafford

AE, Agência Estado

21 de abril de 2013 | 11h50

LONDRES - A vitória foi do Tottenham neste domingo, mas quem pode fazer a festa nesta segunda-feira é o Manchester United. No White Hart Lane, em partida válida pela 33ª rodada do Campeonato Inglês, o Tottenham derrotou o Manchester City por 3 a 1 e deixou o time dirigido por Alex Ferguson precisando de apenas mais uma vitória para faturar o título do torneio nacional.

A conquista do Manchester United pode ser garantida logo nesta segunda, quando a equipe vai enfrentar o Birmingham no Old Trafford. Com o resultado do jogo deste domingo, o Manchester City, vice-líder do Campeonato Inglês, permaneceu com 68 pontos, a 13 do rival, que não poderá mais ser ultrapassado se vencer o seu próximo compromisso.

O triunfo deste domingo também foi importante para o Tottenham, que almeja uma vaga na próxima edição da Liga dos Campeões da Europa. A equipe chegou aos 61 pontos, na quinta colocação no Campeonato Inglês, com a mesma pontuação do quarto Chelsea, que leva vantagem nos critérios de desempate e enfrentará ainda neste domingo o Liverpool, fora de casa.

Na partida deste domingo, o Manchester City abriu o placar logo aos quatro minutos do primeiro tempo, com Nasri, que chutou forte após receber um cruzamento. A reação do Tottenham veio apenas no segundo tempo e em um período de menos de 10 minutos, entre o 29º e o 36º, quando a equipe marcou os seus três gols.

O primeiro deles foi feito do Dempsey, que tocou para as redes após cruzamento rasteiro de Bale. Aos 34 minutos, em rápido contra-ataque, Defoe cortou Kompany e chutou cruzado para virar o jogo. O gol que sacramentou a vitória do Tottenham foi marcado por Bale, aos 36 minutos. O galês foi lançado, entrou na área e encobriu o goleiro Hart para definir o triunfo do clube de Londres, para alegria dos seus torcedores e também os do Manchester United.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.