Glyn Kirk/AFP
Glyn Kirk/AFP

Tottenham vence de virada pelo Inglês e deixa Chelsea longe da Liga dos Campeões

Equipe faz 3 a 1 em pleno Stamford Bridge e praticamente se confirma com ao menos a quarta colocação

Estadão Conteúdo

01 de abril de 2018 | 14h18

O melhor time de Londres no Campeonato Inglês nesta temporada é o Tottenham. Em um clássico local e também visto como confronto direto por uma vaga na Liga dos Campeões da Europa da próxima temporada, o Tottenham superou o Chelsea por 3 a 1, mesmo atuando como visitante, no duelo válido pela 32ª rodada do torneio nacional. Dele Alli brilhou ao marcar os dois gols que sacramentaram a virada na etapa final.

+ TEMPO REAL: Chelsea x Tottenham

+ Confira a tabela do Campeonato Inglês

+ Mais notícias do Campeonato Inglês

O triunfo consolidou o Tottenham na quarta colocação no Campeonato Inglês, com 64 pontos, e o permite até sonhar com posições melhores, pois está próximo do segundo Manchester United, com 68, e do terceiro Liverpool, com 66. Além disso, complicou de vez as pretensões do Chelsea de ir à Liga dos Campeões, pois o manteve em quinto lugar, com 56 - o Arsenal é o sexto, com 51.

O Tottenham mostrou logo nos minutos iniciais que não se intimidava por atuar no Stamford Bridge e até teve uma oportunidade de gol com Dele Alli, mas logo foi dominado pelo Chelsea, com uma dobradinha interessante entre Willian e Moses no campo de ataque. O time da casa deu trabalho a Lloris, que fez defesas difíceis, além de ter visto a arbitragem anular corretamente um gol de Alonso, por impedimento.


Mas aos 29 minutos não houve jeito, ainda mais que Lloris dessa vez falhou. Lançado por Rüdiger, Moses cruzou para Morata. O goleiro francês errou o tempo da bola ao tentar cortá-la e ela ficou livre para Morata cabecear às redes e marcar o seu primeiro gol no Campeonato Inglês em 2018.


O gol forçou o Tottenham a se lançar ao ataque e tornou o jogo cheio de alternativas e chances de gols nos minutos finais da primeira etapa. O Chelsea até esteve próximo de ampliar a sua vantagem, mas foram os visitantes que marcaram, e também aproveitando um vacilo do adversário.


Foi aos 45 minutos, quando Moses saiu jogando errado. Son tomou a posse da bola e passou Eriksen, que chutou forte da entrada da área, com muito efeito. A bola foi no ângulo e Caballero, que substituiu o lesionado Courtois, ficou só olhando, nem tentando fazer a defesa.


O cenário de equilíbrio e duelo movimentado se manteve na etapa final. E o fator desequilibrador acabou sendo Dele Alli. Aos 16 minutos, Dier o lançou do campo de defesa, nas costas da defesa adversária. Ele avançou muito rápido e bateu com categoria na saída de Caballero.


Pouco depois, Dele Alli voltou a aparecer. Aos 20 minutos, Son tentou a finalização duas vezes, parando em Caballero em ambas. A defesa do Chelsea, então, se complicou para tirar a bola e Dele Alli foi mais esperto para empurrá-la às redes, encerrando um jejum de 28 anos sem vitórias do Tottenham no Stamford Bridge.


Embalado pelo triunfo no clássico, o time voltará a jogar no próximo sábado, quando vai visitar o Stoke City. Já o Chelsea vai buscar a reabilitação no dia seguinte, em casa, contra o West Ham.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.