Totti dá show em seu 100º jogo europeu, mas Roma leva empate do Áustria Viena

Roma empata por no 3 a 3 com o Áustria Viena

Estadão Conteúdo

20 Outubro 2016 | 19h11

Aos 40 anos, Francesco Totti segue desfilando seu talento pelos campos do Velho Continente. Nesta quinta-feira, o veterano deu um show em sua 100.ª partida por competições europeias. Deu duas assistências de classe, mas a Roma levou o empate e ficou no 3 a 3 com o Áustria Viena, em pleno Estádio Olímpico de Roma, pela Liga Europa. Os italianos chegaram a abrir 3 a 1 e levaram dois gols nos oito minutos finais.

Ainda que passe longe das marcas de Xavi e Casillas, que já fizeram mais de 150 partidas só na Liga dos Campeões, Totti tem seu nome marcado como um dos grandes do futebol europeu. E provou isso com dois lances de craque.

No primeiro, aos 34 minutos do primeiro tempo, deu um longo lançamento no peito de El Shaarawy, que já dominou cara a cara com o goleiro e fez o gol da virada. Antes, Holzhauser abrira o placar para o time da Áustria numa falha de Juan Jesus e o próprio El Shaarawy havia empatado com um golaço, de cobertura, após assistência de Gerson, ex-Fluminense.

Na segunda etapa, Totti voltou a encantar. De trivela, cruzou nas costas da zaga, exatamente no espaço em que Florenzi chegava para bater de primeira, antes de a bola cair, e fuzilar o goleiro.

O Áustria Viena descontou aos 37 minutos do segundo tempo, com Prokop, e surpreendeu ao conseguir o empate dois minutos depois. Kayode marcou numa desatenção da zaga, que não cortou o cruzamento esperando a saída de Alisson, que por sua vez ficou plantado no gol.

Pelo mesmo Grupo E, o Astra Ploiesti, da Romênia, surpreendeu o Viktoria Plzen, por 2 a 1, na República Checa, num jogo que foi todo de Horava. Ele fez um gol contra, o segundo do Ploiesti no jogo, perdeu um pênalti, mas, no rebote, fez o gol de honra do time de Plzen.

Com esses resultados, Roma e Áustria Viena seguem empatados na liderança, com cinco pontos. O Astra Ploiesti é o terceiro, com três, enquanto o Viktoria Plzen tem dois.

OUTROS JOGOS - Em Dublin, pelo Grupo D, o meia Giuliano, titular da seleção brasileira, estragou a festa do nanico Dundalk. Jogando na capital porque seu estádio, para 4,5 mil pessoas, não tem a capacidade mínima, o time irlandês chegou a abrir 1 a 0, mas levou a virada por 2 a 1.

O gol do brasileiro saiu aos 32 minutos do segundo tempo, após tabela envolvente com o belga Witsel. Nos acréscimos, o zagueiro Mauricio, ex-Palmeiras, ainda perdeu um pênalti para o Zenit, que manteve os 100% de aproveitamento e chegou aos nove pontos.

Essa é a só a segunda participação de um time da Irlanda em uma competição europeia. No mês passado, a vitória por 1 a 0 do Dundalk sobre o Maccabi Tel Aviv foi a primeira de um irlandês na história desses torneios. A equipe tem quatro pontos.

O Maccabi Tel Aviv assumiu o terceiro lugar depois de surpreender o AZ Alkmaar e vencer na Holanda por 2 a 1. Os israelenses somaram seus três primeiros pontos, enquanto o AZ tem só um.

Por fim, pelo Grupo F, o Genk recebeu o Athletic Bilbao na Bélgica e venceu por 2 a 0, enquanto o Rapid Viena e Sassuolo ficaram em 1 a 1 na capital da Áustria. O Genk lidera com seis pontos, contra quatro de austríacos e italianos e três dos bascos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.