Totti indica saída da Roma pela primeira vez

O capitão da Roma, Francesco Totti, que defende o clube de sua cidade natal desde o início da carreira, indicou nesta terça-feira pela primeira vez que pode deixar a equipe por uma desavença com o técnico Claudio Ranieri.

REUTERS

11 de janeiro de 2011 | 16h22

O atacante de 34 anos, considerado pela torcida o maior jogador da equipe em todos os tempos, reclamou por ter entrado em campo apenas nos últimos quatro minutos da partida de domingo em que a Roma perdeu por 2 x 1 para a Sampdoria.

Jogador, técnico e dirigentes da Roma fizeram uma reunião nesta terça para discutir o futuro de Totti.

"Estamos pensando no presente, depois veremos", disse Totti à Sky após o encontro, quando perguntado se poderia deixar a Roma. "Fiquei chateado por entrar em campo a quatro minutos do fim."

Totti, campeão do mundo em 2006 com a seleção italiana, está na reserva desde o início da temporada. Ele já disse várias vezes que encerraria sua carreira na Roma.

(Por Mark Meadows)

Tudo o que sabemos sobre:
FUTITALIANOTOTTI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.