Cesar Greco/Agência Palmeiras
Cesar Greco/Agência Palmeiras

Trabalho de Marcelo Oliveira no Palmeiras começa a aparecer

Mesmo com a base de Oswaldo, treinador muda estilo da equipe

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

28 de julho de 2015 | 07h00

O Palmeiras completou diante do Vasco, oito jogos sem perder na temporada e entrou no G-4 do Brasileiro, algo que se tornou raro para a equipe nos últimos anos. Os motivos do sucesso são algumas mudanças feitas pelo técnico Marcelo Oliveira, que fizeram o time mudar da água para o vinho.

Nos últimos quatro anos, o Palmeiras esteve entre os quatro primeiros apenas duas vezes. A última foi no dia 22 de maio do ano passado, quando derrotou o Figueirense por 1 a 0. Anteriormente, havia ficado entre os quatro no dia 31 de julho de 2011, após vitória por 3 a 2 sobre o Atlético-MG.

Estar de volta aos líderes faz com que a equipe alviverde ganhe moral e a expectativa é que as coisas melhorem ainda mais. O fato de ter dado entrosamento e definir um time base faz com que Marcelo Oliveira tenha segurança para fazer ajustes que considera necessário.

A defesa, por exemplo, foi vazada apenas quatro vezes em nove jogos sob o comando do treinador. E algo que tem chamado a atenção e que, pelo menos por enquanto parece ser positivo, é que Marcelo Oliveira não é adepto de longos treinamentos. Pelo contrário.

Muitas vezes, os atletas não vão para o gramado ou fazem atividades rápidas, que não duram mais que 90 minutos. Oswaldo de Oliveira gostava de dar longos treinos e longas reuniões com o elenco. O fato de “poupar” os atletas ao longo da semana acaba ajudando na condição física durante as partidas.

O desafio de Marcelo Oliveira a partir de agora é conseguir evitar que a euforia da torcida chegue ao elenco. E hoje, o meia Fellipe Gabriel será apresentado, na Academia de Futebol.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebolBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.