José Patricio/Estadão
José Patricio/Estadão

Trabalho de Muricy no São Paulo é o segundo melhor do Brasileirão 2013

Com o técnico, equipe são-paulina conquistou 66,7% dos pontos; Marcelo Oliveira, do Cruzeiro, lidera, com 68,9%

Diego Salgado, O Estado de S. Paulo

21 de outubro de 2013 | 08h31

SÃO PAULO - Muricy Ramalho completou neste domingo, contra o Bahia, o 11º jogo à frente do São Paulo no Brasileirão 2013. Com sete vitórias, um empate e três derrotas, o treinador tem o segundo melhor aproveitamento do campeonato: 66,7%. O comandante são-paulino só perde para Marcelo Oliveira, do Cruzeiro, líder do torneio, que conquistou 62 pontos em 30 jogos -- 68,9% dos 90 disputados até aqui.

Com Muricy, o São Paulo saltou da 18.ª para a 10.ª colocação. Antes do treinador, o time somava apenas 18 pontos em 19 jogos. Com Ney Franco, em cinco partidas, o aproveitamento foi de 53,3%. Depois, com Paulo Autuori, a equipe conquistou 27,8% dos pontos (dez em 12 confrontos). Milton Cruz, interinamente, comandou o São Paulo em duas derrotas (Santos e Bahia). A lista dos técnicos com melhor aproveitamento traz, além de Marcelo Oliveira e Muricy, Vágner Mancini (Atlético-PR), Jayme de Almeida (Flamengo) e Renato Gaúcho (Grêmio). Todos conquistaram mais de 60% dos pontos disputados. Em contrapartida, Jorginho e Silas, pelo Náutico, são responsáveis pelos trabalhos mais instáveis. Muricy, com dois jogos pelo Santos, também figura entre os piores.

No total, o Brasileirão já teve 21 trocas de técnicos, com 41 trabalhos. Seis treinadores já passaram por mais de uma equipe: Ney Franco (São Paulo e Vitória), Paulo Autuori (Vasco e São Paulo), Jorginho (Flamengo e Ponte Preta), Guto Ferreira (Ponte Preta e Portuguesa), Vanderlei Luxemburgo (Grêmio e Fluminense), além do próprio Muricy, que esteve no Santos nos dois primeiros jogos do campeonato. Oito clubes utilizaram treinadores interinos. É o caso do Atlético-PR (Alberto Valentim), Coritiba (Marcelo Serrano), Flamengo (Jayme de Almeida), Internacional (Clemer), Náutico (Levi Gomes), Ponte Preta (Zé Sérgio), Santos (Claudinei de Oliveira) e  São Paulo (Milton Cruz). Jayme, Clemer, Levi e Claudinei conseguiram depois ser efetivados no cargo.

SEGUNDO TURNO

Os números do São Paulo de Muricy levaram o time à melhor campanha do segundo turno, ao lado do Cruzeiro. As equipes somam 22 pontos. O Vitória, de Ney Franco, chegou aos 21 pontos. Goiás e Atlético-PR vêm em seguida, com 20 pontos cada. Portuguesa e Grêmio, por sua vez, têm 19. Os cinco piores times do returno são Corinthians (10), Vasco, Criciúma e Coritiba, com nove, além do Náutico, que somou apenas sete pontos em 11 jogos.

OS DEZ MELHORES TÉCNICOS DO BRASILEIRÃO EM APROVEITAMENTO DE PONTOS

1. Marcelo Oliveira, 30 jogos (Cruzeiro): 62 pontos, 68,9%

2. Muricy Ramalho, 11 jogos (São Paulo): 22 pontos, 66,7%

3. Vágner Mancini, 23 jogos (Atlético-PR): 45 pontos, 65,2%

4. Jayme de Almeida, 9 jogos (Flamengo): 17 pontos, 62,9%

5. Renato Gaúcho, 25 jogos (Grêmio): 46 pontos, 61,3%

6. Ney Franco, 13 jogos (Vitória): 22 pontos, 56,4%

7. Oswaldo de Oliveira, 30 jogos (Botafogo): 50 pontos, 55,6%

8. Enderson Moreira, 30 jogos (Goiás): 46 pontos, 51,1%

9. Clemer, 5 jogos (Inter): 8 pontos, 53,3%

10. Cuca, 30 jogos (Atlético-MG): 45 pontos, 50%

10. Claudinei de Oliveira, 28 jogos (Santos): 42 pontos, 50%

OS DEZ PIORES TÉCNICOS DO BRASILEIRÃO EM APROVEITAMENTO DE PONTOS

1. Jorginho, 5 jogos (Náutico): nenhum ponto

2. Silas, 3 jogos (Náutico): um ponto, 11,1%

3. Muricy Ramalho, 2 jogos (Santos): um ponto, 16,7%

3. Jorginho, 4 jogos (Flamengo): 2 pontos, 16,7%

5. Zé Teodoro, 7 jogos (Náutico): 4 pontos, 19%

6. Levi Gomes, 7 jogos (Náutico): 5 pontos, 23,8%

7. Guto Ferreira, 4 jogos (Ponte Preta): 3 pontos, 25%

8. Edson Pimenta, 9 jogos (Portuguesa): 7 pontos, 25,9%

8. Abel Braga, 9 jogos (Fluminense): 7 pontos, 25,9%

10. Paulo Autuori, 12 jogos (São Paulo): 10 pontos, 27,8%

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.