Traffic vai à Justiça contra a Fifa

A Traffic está cobrando da Fifa o ressarcimento dos prejuízos que teve com o cancelamento do 2º Campeonato Mundial de Clubes, que se realizaria em 2001. A empresa busca reaver o que pagou como adiantamento pelo direitos de transmissão do torneio. O cancelamento ocorreu devido à falência da ISL, empresa que promoveria o Mundial. A Fifa estima que o torneio volte a ser disputado em 2005, data estipulada também para compensar as empresas que tiveram prejuízos. A Traffic não quer esperar mais três anos e pediu que o caso fosse levado à arbitragem na Suíça. "Estamos pedindo de volta o valor que foi adiantado?, disse J. Hawilla, proprietário da Traffic, que não revela quanto investiu. O empresário brasileiro explicou que a decisão de pedir à arbitragem foi tomada por causa da dificuldade em ter o pedido atendido. "Estamos conversando há 11 meses. Cansamos de esperar.? Em sua defesa, a Fifa argumenta que apenas os clubes deveriam receber compensações imediatas pelo cancelamento do torneio. Segundo um porta-voz da entidade, as 12 equipes que participariam, inclusive o Palmeiras, receberam US$ 750 mil no ano passado. Outro argumento da Fifa é de que a Traffic apenas tinha os direitos de transmissão da competição e que, com a falência da ISL, todo esse setor foi transferido para o grupo Kirsch, que assumiu direitos e também as dívidas. Por essa lógica, não caberia à Fifa o pagamento dos prejuízos. J. Hawilla afirmou que, nos contatos com a Fifa para solucionar o problema, esbarrou em questões burocráticas. "Eles alegam que a devolução do dinheiro depende do Comitê Financeiro e do Executivo.?

Agencia Estado,

12 Março 2002 | 18h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.