Traficante colombiano diz que levou golpe de Maradona

Em entrevista a uma revista, Hernando Gómez denuncia participação de argentino em plano para deportá-lo

20 de julho de 2007 | 00h32

O ex-jogador Diego Maradona, que já se envolveu e foi internado por uso de cocaína, foi envolvido em mais uma confusão. O narcotraficante colombiano Hernando Gómez, conhecido como Raguño, acusou o ídolo argentino de ter pego US$ 50 mil (cerca de R$ 93 mil) para intermediar junto ao governo de Cuba sua deportação para a Colômbia."A Colômbia havia pedido a minha 11 vezes e nenhuma foi aceita. Minha família até procurou Gabriel García Márquez [escritor vencedor do Prêmio Nobel], mas sem sucesso", disse Raguño à revista colombiana Semana. "Também procuramos Diego Maradona, a quem demos US$ 50 mil, mas ele se mandou com a grana", acrescentou.Preso em Cuba em junho de 2004, o narcotraficante foi entregue às autoridades da Colômbia há cinco meses. Já nesta quinta-feira ele foi extraditado para os Estados Unidos, sob um grande esquema de segurança. Raguño vai responder por narcotráfico deve ser condenado por 20 ou 25 anos.

Tudo o que sabemos sobre:
Diego Maradona

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.