Alvaro Barrientos/AP
Alvaro Barrientos/AP

Tranquilo contra o Schalke 04, Real Madrid poupa meio time

Após goleada por 6 a 1 no jogo de ida, time madrilenho enfrenta alemães em casa e se poupa para enfrentar o Barceloa pelo Campeonato Espanhol

O Estado de S. Paulo

18 de março de 2014 | 08h42

SÃO PAULO - A atuação de gala que o Real Madrid teve no jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões, em que goleou o Schalke 04 por 6 a 1 na Alemanha, permitirá ao técnico Carlo Ancelotti dar descanso a vários titulares nesta terça-feira, às 16h45, na partida de volta, pensando no clássico de domingo com o Barcelona pelo Campeonato Espanhol.

Pepe, Marcelo, Xabi Alonso, Bale e Di Maria começarão no banco, e Benzema ficará fora por estar machucado.

 

O astro Cristiano Ronaldo será titular porque está empenhado em ser o artilheiro da Liga dos Campeões. Ele lidera a classificação com 11 gols (Ibrahimovic, do PSG, tem dez) e está a três do recorde em uma edição que é dividido por Messi e Altafini (o brasileiro Mazzola, campeão do mundo em 1958 e ídolo do Milan na década de 60).

 

Os companheiros do português no ataque serão os garotos Jesé e Morata. No meio-campo, outros dois integrantes da seleção que foi campeã europeia sub-21 ano passado começarão jogando: o volante Illarramendi e o meia Isco. Ao lado deles estará o croata Modric. “Este é o elenco mais completo que já dirigi”, disse Ancelotti.

 

O outro jogo da terça será disputado em Londres entre Chelsea e Galatasaray. A partida em Istambul terminou 1 a 1, resultado que dá à equipe inglesa a vantagem de avançar para as quartas de final se não levar gol. O confronto será especial para o atacante marfinês Didier Drogba, que pisará no gramado do Stamford Bridge pela primeira vez como adversário do Chelsea.

 

Bem-humorado, na entrevista coletiva ele pediu a palavra e disse que faria a primeira pergunta para si mesmo: “Didier, como você se sente nesta volta a Stamford Brigde?”, disse, arrancando risadas dos jornalistas. Na resposta, ele falou da emoção de voltar a um estádio em que foi tão feliz e disse que fará o possível para ajudar o Galatasaray a conseguir a classificação. Drogba jogou oito anos pelo Chelsea e fez 157 gols em 341 partidas – entre eles o que garantiu o título da Liga dos Campeões de 2012 na final diante do Bayern de Munique.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.