Lucas Merçon/Fluminense
Lucas Merçon/Fluminense

Tranquilo no Carioca, Fluminense usa time misto para enfrentar o Boavista

Além do meia Nenê, técnico Odair Hellmann não poderá contar com Luccas Claro, Egídio, Henrique e Matheus Alessandro

Redação, Estadão Conteúdo

01 de fevereiro de 2020 | 07h08

As quatro vitórias nas quatro primeiras rodadas do Campeonato Carioca deram tranquilidade a Odair Hellmann e agora ele começa a usar esse trunfo para fazer testes no Fluminense e dar descanso a alguns de seus principais jogadores. Neste sábado, contra o Boavista, no Maracanã, às 19h, o treinador vai escalar uma equipe mista porque já está de olho na estreia na Copa Sul-Americana.

Na terça-feira, também no Maracanã, o Fluminense vai enfrentar o Unión La Calera, do Chile, pela primeira fase do torneio continental. A equipe tricolor terá a obrigação de conseguir uma vitória para ter alguma margem de erro na partida de volta, marcada para o dia 18. Por isso, Odair acredita que é melhor poupar parte de sua equipe.

Os torcedores tricolores que forem ao estádio neste sábado não poderão ver o principal destaque da equipe neste início de temporada, o veterano Nenê. Autor do gol da vitória no clássico contra o Flamengo, no meio da semana, com um sutil toque de calcanhar, o meia está no grupo de jogadores que serão poupados para o duelo contra os chilenos.

Além de Nenê, Odair Hellmann também vai deixar fora da partida contra o Boavista o zagueiro Luccas Claro, o lateral-esquerdo Egídio, o volante Henrique e o atacante Matheus Alessandro. Por causa de dores musculares, o atacante Lucas Barcelos também não estará em campo neste sábado. Por outro lado, o treinador poderá contar com o meia uruguaio Michel Araújo, que teve sua documentação regularizada na sexta-feira. Ele, porém, deverá ficar no banco de reservas.

Uma vitória sobre o Boavista pode classificar o Fluminense para a semifinal da Taça Guanabara (primeiro turno do Carioca) com uma rodada de antecedência. Para isso, é preciso que o Madureira não vença o Bangu, também neste sábado, ou o Volta Redonda não derrote a Portuguesa, na segunda-feira.

A equipe tricolor é a líder do Grupo B, com 12 pontos, três a mais do que Madureira e Volta Redonda, e a única a ter vencido todas as partidas que disputou nas quatro primeiras rodadas do Carioca.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.