Transação do Flamengo ainda em xeque

Terminou a reunião secreta na CPI do Futebol que ouviu nesta quinta-feira o depoimento do presidente do Conselho Fiscal do Flamengo, Roberto Abranches. A comissão ainda tem dúvidas que só poderão ser esclarecidas quando houver o depoimento do presidente do clube, Edmundo Santos Silva, com data ainda a ser confirmada.A principal dúvida está relacionada à compra do jogador Petkovic do Venezia (Itália), que custou ao Flamengo US$ 6,5 milhões e salários anuais de US$ 1,15 milhão. Desse total, o Flamengo, em parceria com a ISL, pagou U$ 4,5 milhões ao Venezia; US$ 450 mil à Lake Blue Development Ltd. (correspondente aos 10% de comissão pelo agenciamento da transação) e U$ 1,55 milhão à Picoline Corporation, como gestora dos negócios de imagem.A CPI quer informações do Flamengo porque os pagamentos da Lake Blue e da Picoline foram realizados nas ilhas Virgens Britânicas, um paraíso fiscal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.