Trapattoni diz que não renuncia

O técnico Giovanni Trapattoni não admite a possibilidade de pedir demissão do comando da seleção italiana. ?Porque deveria renunciar??, perguntou ele nesta quinta-feira, ao desembarcar em Milão procedente de Cardiff, um dia depois de perder para País de Gales por 2 a 1, em partida válida pelas eliminatórias da Eurocopa 2004. ?Se um jornalista erra em um ou outro artigo deveria ser demitido??, perguntou aos repórteres, ao ser indagado se continuaria no cargo. ?Sempre que um time perde, a culpa é do técnico, mas eu tenho certeza quer nós vamos nos classificar?, acrescentou ele.Com a derrota, a Itália caiu para a terceira colocação no Grupo 9, com 4 pontos, ficando atrás da Iugoslávia e de País de Gales. O grupo tem ainda a Finlândia (4ª colocada) e Azerbaijão, que ainda não somou pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.