Trapattoni diz que Ronaldinho Gaúcho foi um fantasma

Giovanni Trapattoni, ex-técnico da seleção italiana, ironizou nesta segunda-feira a participação do meia-atacante brasileiro Ronaldinho Gaúcho na Copa da Alemanha. Eleito pela Fifa o melhor jogador do mundo nas duas últimas temporadas, o jogador foi muito criticado por não anotar nenhum gol no torneio. "Ele foi um fantasma, como a França na última Eurocopa (2004, em Portugal). Ronaldinho chegou muito desgastado fisicamente e mentalmente após uma temporada extraordinária. É preciso mudar algumas coisas, os jogadores não são robôs", disse Trapattoni ao jornal croata "Jutarnji list". Aproveitando o término do Mundial de 2006, o italiano declarou que nunca achou a seleção brasileira a grande favorita ao título, que ficou com a Itália após vitória sobre a França por 5 a 3, nos pênaltis - o jogo terminou empatado por 1 a 1 no tempo normal e extra. "Todos os analistas colocavam o Brasil acima do resto por temor a subestimar sua técnica, para não parecerem ignorantes. Eu considerava que a técnica individual não seria suficiente. Sua condição física não foi a ideal, e eles sofreram quando tiveram de se movimentar sem a bola", disse Trapattoni, que dirige, ao lado do alemão Lothar Matthäus, o SV Áustria Salzburg.

Agencia Estado,

10 Julho 2006 | 17h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.