Gilvan de Souza|Flamengo
Gilvan de Souza|Flamengo

Trauco celebra bom início no Flamengo e entrosamento com 'ídolo' Guerrero

Peruano é lançado como titular após a saída de Jorge para o Monaco

Estadao Conteudo

20 Fevereiro 2017 | 20h06

Um dos menos badalados reforços do Flamengo trazidos para esta temporada, o peruano Miguel Trauco foi lançado como titular com urgência após a saída de Jorge para o Monaco. E mesmo com o pouco tempo no Brasil, o lateral-esquerdo surpreendeu, firmando-se na posição e se tornando um dos destaques deste ótimo início de ano da equipe.

"Creio que foi um começo de ano muito bom, com assistências, que é meu ponto forte. Já com o gol eu me surpreendi muito, pois é algo que não fazia no Peru. Aqui, fiz um gol na minha primeira partida", disse nesta segunda-feira. "Eu prefiro dar assistências a fazer gols. O que me alegra é comemorar um gol com assistência minha."

Trauco admite que parte desta rápida adaptação passa pelo fato de ter ao seu lado no elenco outro peruano, o atacante Paolo Guerrero. O lateral tem 24 anos, nove a menos que o colega de elenco. Por isso, admitiu que já via o centroavante como ídolo antes de atuar ao seu lado.

"O vejo como um ídolo. Para mim, é uma alegria imensa poder estar na mesma equipe que ele. Sempre o admirei e isso me deixa muito feliz. Ser parte de seus gols é uma alegria muito grande e pretendo continuar assim", comentou. "O conheço da seleção peruana, sei seus movimentos e a capacidade que ele tem no mano a mano. Procuro aproveitar isso pois sei que ele pode bater os jogadores facilmente."

Com Trauco e Guerrero, o Flamengo decide uma vaga na decisão da Taça Guanabara no próximo sábado, quando enfrenta o Vasco. Antes, no entanto, a equipe volta as atenções para a Copa da Primeira Liga, pela qual duelará com o Ceará nesta quarta, fora de casa. O técnico Zé Ricardo deve escalar uma equipe reserva para a partida.

Mais conteúdo sobre:
futebol Flamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.