Érico Leonan/Divulgação
Érico Leonan/Divulgação

'Trauma' das quartas de final desafia o São Paulo na Copa do Brasil

Em 14 participações, seis vezes o time caiu nessa fase do torneio

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

22 de setembro de 2015 | 07h00

A busca do São Paulo pelo título inédito da Copa do Brasil costuma esbarrar justamente na etapa atual em que o time disputa, as quartas de final. Em 14 participações no torneio, em seis delas a equipe deu adeus nessa fase da competição, tendência que o clube tenta contrariar a partir da próxima quarta-feira, quando abre o confronto com o Vasco.

O time carioca está na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, porém está invicto há quatro jogos e confiante para voltar a desclassificar um favorito, como na fase anterior. O rival Flamengo caiu após perder por 1 a 0 no jogo de ida e ficar no empate em 1 a 1 no segundo confronto.

O São Paulo prioriza a Copa do Brasil e poupou titulares contra o Avaí, no último fim de semana, preocupado em se manter vivo na competição. "Temos que encarar esse jogo como uma final. Se a gente quer chegar em uma Libertadores, temos que passar por isso. É a nossa estrada para chegar em uma final", comentou nesta segunda-feira o atacante Alexandre Pato.

A relação de azar entre as quartas de final e o clube do Morumbi começou logo nas três primeiras participações no torneio. Em 1990, 1993 e 1995, caiu nessa etapa diante de Criciúma, Cruzeiro e Grêmio, respectivamente. A primeira vez em que superou essa barreira, em 2000, conseguiu a melhor campanha da história e foi vice, ao perder a decisão para o Cruzeiro.

Em 1998, o algoz foi exatamente o Vasco. No primeiro jogo, empate em 1 a 1 no Morumbi e na volta, derrota por 4 a 3 em São Januário. Depois, em 2001, o Grêmio voltou a ser o carrasco.

A sexta e a sétima quedas do clube vieram para azarões. Em 2003 o time caiu em pleno Morumbi para o Goiás e em 2011, foi eliminado pelo Avaí na Ressacada depois de ter vencido a partida de ida, em São Paulo.

ELIMINAÇÕES NAS QUARTAS DE FINAL

1990 - Criciúma (0 a 2 e 1 a 0)

1993 - Cruzeiro (1 a 2 e 2 a 2)

1995 - Grêmio (1 a 1 e 0 a 2)

1998 - Vasco (1 a 1 e 3 a 4)

2001 - Grêmio (2 a 1 e 4 a 3)

2003 - Goiás (0 a 0 e 1 a 1)

2011 - Avaí (1 a 0 e 1 a 3)

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCCopa do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.