Reprodução/Novo Hamburgo Facebook
Reprodução/Novo Hamburgo Facebook

Treinador campeão gaúcho com o Novo Hamburgo em 2017 morre aos 54 anos

Vítima de infarto, Beto Campos ganhou destaque ao comandar campanha surpreendente da equipe que resultou em título do estadual

O Estado de S.Paulo

23 de julho de 2018 | 10h14

O técnico Beto Campos, que escreveu seu nome no futebol gaúcho ao vencer o estadual com o Novo Hamburgo em 2017, morreu nesta segunda-feira em Santa Cruz do Sul, no estado do Rio Grande do Sul. Aos 54 anos, o comandante sofreu um infarto enquanto dormia.

+ Marcelo Oliveira elogia Fluminense, mas pede mais regularidade aos jogadores

+ Mano elogia estreia de Barcos e vê Cruzeiro forte na briga pelo Brasileirão

+ Jair se diz incomodado com posição do Santos no Brasileirão e espera por reforços

O treinador ganhou destaque por conta da campanha do Novo Hamburgo na campanha do surpreendente título do Campeonato Gaúcho de 2017. A equipe bateu o Grêmio nas semifinais e o Internacional na grande decisão, ambos os duelos decididos nos pênaltis. Graças ao feito, Campos foi eleito como o melhor técnico da competição.

Depois da conquista, o comandante chegou a assumir o Náutico e o Criciúma, mas não conseguiu repetir o bom desempenho apresentado na equipe gaúcha. Beto Campos voltou ao Novo Hamburgo, mas ficou apenas na 10.ª colocação do estadual deste ano.

O corpo será velado em Santa Cruz do Sul, onde morava, e enterrado em São Borja, onde Beto Campos nasceu. A equipe a qual comandou até março deste ano usou das redes sociais para prestar as últimas homenagens.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.