EFE/Juanjo Martín
EFE/Juanjo Martín

Treinador da seleção defende Cristiano Ronaldo por festa

Em Lisboa, Fernando Santos diz que "não seria normal" cancelar a comemoração por conta da derrota do Real Madrid em clássico

O Estado de S.Paulo

11 de fevereiro de 2015 | 19h24

 Depois de Luis Figo, foi a vez do treinador da seleção de Portugal, Fernando Santos, defender Cristiano Ronaldo sobre a polêmicafesta de aniversário do craque. Durante entrevista coletiva em Lisboa, o comandante afirmou que "não serianormal" cancelar a festa após o jogo e aderrota.

"Estive em Madrid dias antes para ver o confronto com oSevilla e sabia da festa de sábado. Não seria normal cancelar tudo após o jogo,mesmo com o peso da derrota", declarou Fernando naentrevista para anunciar o amistoso entre Portugal e Cabo Verde, dia 31de março.

Sobre uma possível resposta de Cristiano Ronaldo, otreinador português garantiu que "eleresponderá no campo, como tem feito, com gols, com sua arte e suacapacidade".

Na última terça-feira, o ex-jogador Luis Figo também jáhavia defendido o compatriota. Figo publicou no Twitter que "quem duvidada paixão de Cristiano Ronaldo no Real Madrid e seu profissionalismo desconheceem absoluto a sua história e o seu caráter".

Segundo o agente do atleta, Jorge Mendes, o atacante teve deser animado pelo público durante a festa. Mendes também argumentou que a festanão foi cancelada por causa dos convidadosque não moram na Espanha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.