ALEX SILVA/ESTADÃO
ALEX SILVA/ESTADÃO

Treinador promete força máxima e São Paulo protagonista no Brasileirão

Diego Aguirre tenta erguer moral do grupo imediatamente após derrota na Sul-Americana

Renan Cacioli, O Estado de S. Paulo

03 Agosto 2018 | 05h00

O técnico Diego Aguirre, do São Paulo, tratou de deixar a derrota por 1 a 0 para o Colón-ARG para trás o quanto antes. Durante sua entrevista após a partida pela Copa Sul-Americana, disputada na noite da última quinta-feira, no Morumbi, o uruguaio se referiu ao jogo como "passado" mais de uma vez e tentou trazer o foco imediatamente ao Campeonato Brasileiro. Domingo, tem duelo com o Vasco, às 16h, novamente no estádio tricolor, que pode valer a liderança para a equipe tricolor.

+ Aguirre admite São Paulo pilhado e lamenta agressão de Diego Souza

+ Veja mais notícias do São Paulo

+ Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

"Assim como me senti orgulhoso nos últimos jogos, temos que assumir que pode acontecer uma derrota. O que não pode é que isso nos afete ou mude alguma coisa. Temos jogo domingo e temos de continuar sendo protagonistas no Brasileiro", comentou.

Para isso, o treinador prometeu escalar o que tiver de melhor à disposição. Na derrota de quinta, ele iniciou o confronto com três titulares poupados – o goleiro Sidão, o zagueiro Arboleda e o volante Liziero. Os dois primeiros ainda ficaram no banco, mas Liziero não foi sequer relacionado.

"Pensamos cada jogo como uma final. Domingo é um jogo que significa muito para nós por serem três pontos que temos que tentar manter em casa. Por isso teremos todos os jogadores à disposição, vamos com força máxima para fazer o melhor jogo possível."

"Mas já passou", "vai ser outra história" e "essa história já terminou" foram algumas das frases a que o uruguaio recorreu para tentar mudar de assunto e não abordar tanto os motivos que poderiam explicar o tropeço fora dos planos. Vale destacar que foi a primeira derrota de Aguirre dentro do Morumbi desde que ele chegou ao clube, em março. Agora, ele coleciona oito vitórias, três empates e uma derrota.

Sequência. Depois do Vasco, a equipe fará duas partidas como visitante: encara o Sport, no Recife, e visita o Colón pelo duelo de volta da Sul-Americana, no dia 16. Em seguida, retorna ao Morumbi para enfrentar a Chapecoense, no duelo que encerra o primeiro turno do Brasileirão.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.