Treino do Flamengo acaba em briga

Os meias Júnior e Renato brigaram durante o treino desta terça-feira do Flamengo. E, enquanto os dois companheiros de time trocavam empurrões no gramado, o presidente do clube, Márcio Braga, assistiu a tudo passivamente - apesar da indisciplina, os dois não serão punidos pela diretoria.A briga começou porque Renato, que vai cumprir suspensão e não atua contra o Brasiliense, treinava entre os atletas reservas e atingiu por trás o companheiro. Júnior revidou com um cotovelada e os dois iniciaram uma troca de agressões verbais e empurrões até serem separados pelos demais atletas do Flamengo."Isso são coisas que acontecem em ambiente de trabalho. Não foi a primeira e nem será a última. Futebol é contato físico", disse Renato, que, ao lado de Júnior, conversou com os jornalistas após o treinamento, mostrando já ter feito as pazes com o companheiro."Já ocorreu no Palmeiras, no Corinthians, e é assim mesmo. O importante é que conversamos e tudo foi resolvido", garantiu Renato.O técnico Celso Roth minimizou a situação e se limitou a conversar com os dois brigões. Disse que o episódio ocorreu em uma disputa normal durante o treino e, por isso, não vê motivos suficientes para punir os jogadores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.